• Home
  • |
  • Sobre Mim
  • |
  • Resenhas
  • |
  • Promoções
  • |
  • Parceiros
  • |
  • Contato
  • Resenha # 87 : Victoria e o Patife



    Título: "Victoria e o Patife"
    Autor: Meg Cabot
    Páginas: 256
    Editora: Galera Record
    Ano: 2017
    Adicione no Skoob


          Sempre tive muita vontade de ler algo da Meg Cabot, pois, sempre leio comentários elogiosos sobre suas obras, além disso, gosto muito do gênero que pertence suas obras, logo, quando a Galera Record disponibilizou Victoria e o Patife para solicitação o encomendei no mesmo instante, pois, era uma baita chance de conhecer a escrita da autora. Iniciei a leitura com as expectativas á mil e, felizmente, consegui suprir todas elas!
        O livro se passa em 1810 e traz a história de Victoria, uma jovem indiana que está acostumada a ter tudo o que quer e do jeito que quer, porém, no seu aniversário de 16 anos seus tios a mandam para Londres, a fim de arrumar um marido. Tudo parecia  abominável demais, principalmente, levando em conta que Victoria é uma pessoa muito generosa e vive interferindo na vida das pessoas ao seu redor, mas, sempre com a intenção de ajudar, é claro. Sendo assim, como seus tios poderiam despachá-la daquele jeito?
         Mas, com sua costumeira eficiência, Victoria, acaba conseguindo um noivo antes mesmo de pisar em solo inglês! Acontece que a garota acaba se apaixonando perdidamente por Hugo Rothschild, o nono Conde de Malfrey, que é nada mais nada menos do que tudo o que uma jovem pode desejar em um cavalheiro: bonito, viajado, rico e mega romântico. Exatamente o que Lady Victoria sempre sonhou! Dessa forma, tudo vai correndo perfeitamente bem, exceto, pelas inconvenientes intromissões do capitão Jacob Carstairs em seu namoro clandestino.
       Sem entender tamanha persistência do capitão em sua vida e tendo certas dúvidas sobre a índole de Lorde Malfrey, Victoria é forçada a admitir, pela primeira vez na vida,  que talvez tenha feito escolhas erradas. Não apenas em relação ao noivo, mas sobre as razões por trás do comportamento de certo capitão...
       Victoria e o Patife é narrado em primeira pessoa pela protagonista Victoria, dessa forma podemos acompanhar os pensamentos divertidíssimos e planos mirabolantes da protagonista em primeira mão. Achei interessante que Meg Cabot criou uma narrativa tão envolvente que acaba deixando o leitor muito próximo da protagonista, chegando ao ponto de parecer que também estamos dentro do livro vivenciando, junto com Victoria, aventuras no século XIX, e é claro, eu achei tudo isso magnífico, pois, contribui para uma leitura mais envolvente, fluída e cativante.
       Diferente das mocinhas que conhecemos em romances de época, Victoria é uma indiana destemida, que não dá a mínima para aquelas frescuras londrinas e que abomina qualquer demonstração de fraqueza, e isso acaba contribuindo para muitas cenas excêntricas. Ela está disposta a conseguir tudo o que quer de forma rápida, tanto que quando seus tios a mandam pra Londres a fim de encontrar um marido, ela acaba fazendo isso em pleno alto mar, durante a viagem de navio, só para mostrar que é capaz, além disso, toda a sua teimosia mostra que Victoria é uma jovem de personalidade forte, indomável e cheia de si, deixando claro que ela não precisa de cavalheiro algum para lhe guiar e mostrar os caminhos certos a seguir, pelo contrário, ela é quem manda, quem dá as ordens e que está disposta a mudar tudo ao seu redor para viver melhor. Victoria é uma protagonista impressionante, divertida e tenho certeza que a guardarei num lugar bem especial por muito tempo.
        Apesar da pegada mais cômica e juvenil, percebemos também que Victoria e o Patife também tem seu lado altruísta, e achei muito bonito a forma que Victoria se dispõe para ajudar seus parentes e amigos, por mais que algumas vezes pareça pura intromissão na vida alheia, percebemos que lá no fundo sua única intenção é ajudar as pessoas por quem ela sente afeto. Achei notável a forma que Victoria ajuda sua prima a encontrar o amor, ajuda sua tia controlar seus priminhos e tantos outros atos que estão distribuídos no decorrer das páginas, mas, é claro, tudo é envolto numa narrativa leve e divertida.
         Enfim, adorei conhecer a escrita de Meg Cabot, por mais que estava cheia de expectativas nunca imaginei que gostaria e me envolveria tanto com a história! Victoria e o Patife é uma leitura leve, divertida, cativante, perfeita pra quem está passando por uma ressaca literária.... Em meio a tantos elogios, preciso dizer que recomendo a leitura?
     


    24 comentários :

    1. Ola
      Eu já tinha visto essa capa por ai, mas ainda não tinha lido nada a respeito. Estava bem curiosa porque a autora é uma das minhas preferidas quando se fala em leituras leves e divertidas. Pelo que pude compreender em suas impressões, irei adorar esse livro, em especial pelos elementos comentados, e melhor ainda no estilo romance de época, que eu amo.
      Beijos, F

      ResponderExcluir
    2. Oi,
      já que você finalmente leu, eu devo ser a última pessoa na face da terra que não leu nada da Meg ainda, eu até já conferi uma ou duas histórias escritas por ela usando o pseudônimo Patricia Cabot, mas o gênero é completamente diferente, quero muito ler algo dela com essa pegada infanto juvenil, mas só Deus sabe quando será isso. Gostei bastante da premissa dessa história, nunca li nenhum livro cuja protagonista fosse indiana, o título da bem a entender que a escolha de Vitória pode realmente ter sido equivocada.

      Beijos!

      ResponderExcluir
    3. Olá, tudo bom?

      Já conhecia o livro por fotos mas não sabia muito sobre. Quero muito ler os livros da autora, sempre vejo as pessoas falando muito bem deles, então acho que vou começar pela sua indicação que gostei bastante.

      Beijos:*

      ResponderExcluir
    4. Oie, tudo bem?
      Eu adoro livros de época, e quando adicionam uma pitada de humor assim, me encanto mais ainda! A capa desse livro é uma graça, e a narrativa parece ser deliciosa de ler! Já quero conferir!

      ResponderExcluir
    5. Nunca li nada da Meg Cabot, mas a capa deste livro aqui me deixou curiosa e a sua resenha, mais ainda. Gosto de livros de época, então, acredito que será uma leitura bem agradável.
      Beijos

      ResponderExcluir
    6. Olá, eu já li alguns livros divertidos da Meg Cabot e gostei da forma bem humorada com que ela trata as histórias. Sou apaixonada por romances de época, então estou com uma vontade enorme de ler sua resenha, ainda mais agora depois da sua resenha super positiva e de conhecer um pouco mais dessa protagonista tão cativante que é a Victoria.

      ResponderExcluir
    7. Olá! Que bom que você adorou conhecer a escrita de Meg Cabot. Ainda quero conhecer. Tenho expectativas em todos os livros dela e saber que você gostou desse só aumenta minha vontade de ler. Essa capa está um arraso! Beijos'

      ResponderExcluir
    8. Oi!
      Estou morrendo de vontade de ler esse livro, nunca li nada da Meg, mas adoro romances de época e imagino que essa pegada mais jovem deve ser realmente muito mais leve e divertida para curar ressaca.
      Adorei a sua resenha

      ResponderExcluir
    9. Olá!
      Sou apaixonada pela escrita da Meg Cabot desde que li toda a série do Diário da Princesa. Ela realmente consegue nos deixar bem próximo aos seus personagens, e é isso que mais gosto nos livros dela.
      Assim que esse livro lançou, fiquei ansiosa para fazer a leitura e a sua resenha foi a primeira que li, então não sabe o quanto fiquei empolgada para fazer a leitura.

      ResponderExcluir
    10. Oie! Tudo bem?

      Falou na Meg Cabot é comigo mesmo! Guria amo demais os livros dela, e não tem um que não me encanto com suas histórias! Esse desde que vi o lançamento dele já o desejo demais, com certeza no momento que eu o ler irie amar demais a história!

      Bjss

      ResponderExcluir
    11. Oi, tudo bem? Esse é um livro que eu fiquei bem curiosa para ler por causa desse jeito que a Meg tem de escrever, e por nunca ter lido nada dela em uma sociedade de época, me despertou ainda mais o interesse, mas tenho que dizer que sua resenha foi o que me fez querer. Já estou aqui imaginando o que ela irá aprontar e sobre o que ela acabou por se enganar, tenho certeza que cenas divertidas e romances não vão faltar e mal posso esperar para conferir. Faz muito tempo que não leio nada dela, então acredito que esse livro é uma excelente escolha, espero poder realiza-la em breve!
      Um beijo
      www.brookebells.com

      ResponderExcluir
    12. Ooi,
      Eu amo a escrita da Meg e estou bem curiosa pra ler Victoria e o Patife! Comecei a leitura esses dias mas ainda não consegui pegar de volta. Gostei da proposta da autora, fazer um romance de época infanto-juvenil é uma ótima sacada!

      Corujas de Biblioteca

      ResponderExcluir
    13. Olá!
      Eu ainda não conheço a escrita da Meg, mas acho que não escolheria esse livro para começar por se tratar de uma leitura mais juvenil, e tenho medo de ficar com uma má impressão. Mas adorei a sua resenha e com certeza seria uma obra que adoraria comprar futuramente, principalmente porque amo o gênero!
      Beijos.

      ResponderExcluir
    14. Olá.
      Taí autora que tá na minha lista desse ano: Meg Cabot.
      Adoro essa pegada cômica, divertida e leve nos enredos, então provavelmente esse será o livro para meu primeiro contato.
      E como estou passando por uma ressaca literária, acho que vou dar uma passada na amazon e trazer ele pra casa.
      Beijos

      ResponderExcluir
    15. Logo quando esse livro foi lançado eu fiquei curiosa para conhecê-lo, afinal é Meg Cabot. Lendo sua resenha, fiquei ainda mais curiosa e espero de verdade conseguir lê-lo em breve. Beijos!

      ResponderExcluir
    16. Olá Di,
      Estou bem curiosa para ler esse livro, pois a premissa me agrada muito, mas não sabia ao certo o que esperar. Fiquei contente que temos partes irreverentes e engraçadas da protagonista, que é narradora e achei isso um ponto bacana. A parte altruísta também me agradou e acho que a leitura valerá a pena.
      Beijos

      ResponderExcluir
    17. Oie, tudo bem??? Nunca li nada da autora, mas sempre ouço muitos elogios sobre seus livros. Confesso que nunca me senti totalmente atraída por nenhum, mas gostaria de ler alguma coisa dela pra sair um pouco da minha zona de conforto também. Você me recomenda esse, ou teria alguma outro mais interessante pra começar?

      ;D
      Nelmalilana Oliveira

      ResponderExcluir
    18. Apesar de não gostar desse gênero, eu comprei essa livro por ser da Meg, que nunca me decepciona com suas histórias maravilhosas!
      Agora fiquei mais empolgada em realizar a leitura da obra.
      Um beijo.

      ResponderExcluir
    19. Olá!
      O único livro que li da autora foi Aprendendo a seduzir que ela lançou com outro nome. Amei o livro e desde então quero ler outros livros dela. Comprei O diário da princesa improvável e ainda não separei para ler, mas pretendo ler em breve.
      Adorei a resenha e sua dica, já anotei para a posteridade.
      Abs ^^

      ResponderExcluir
    20. A capa desse livro é muito fofa!

      Tenho muita vontade de ler algo dessa autora, especialmente a série O Diário da Princesa \o/ Sua resenha me deu muita vontade de conhecer a protagonista, imaginá-la numa cultura tão diferente da sua e ver como ela se sai. Quero ler esse livro logo! \o/

      Abraços!
      www.asmeninasqueleemlivros.com

      ResponderExcluir
    21. Olá, tudo bom?

      Nunca li nenhum livro da autora mas quero muito ler, sempre falam muito bem deles. Já tinha visto fotos do livro mas não sabia que livro de época, já gostei só por saber que a protagonista é destemida, adoro protagonistas fortes. Acho que vou começar minha leitura da autora por este, gostei da dica.

      Beijos:*

      ResponderExcluir
    22. Olá Diane,

      Nunca li nada da Meg Cabot, mas como eu amo os livros da Paula Pimenta eu acredito que deve seguir mais ou menos aquele estilo de romances de entretenimento que servem para dar aquele quentinho no coração. E amei mais ainda por saber que a mocinha foge completamento do basicão desses tipos de livros. Indiana e destemida? Com certeza vou ler esse livro...

      Beijos e obrigada pela resenha...
      http://floraliteraria.blogspot.com.br/

      ResponderExcluir
    23. Oiii Amo está capa.fico super encantada por ela.
      A história na me chamou muito atenção e não curto muito a escrita da autora.deixarei passar no momento .
      Livros juvenis não tem chamado muito minha atenção.
      Muito bom saber que vc gostou

      ResponderExcluir
    24. Olá! Nossa, com tanto amor e recomendações, com certeza entrou para a lista dos desejados! Nunca li nada da Meg Cabot também, mas como você, sempre ouvi muitas meninas falando a respeito e amando os livros dela. Também adoro personagens destemidas e independentes, que fazem as coisas sozinhas. Tenho certeza que também vou adorar a Victória! Recomendação anotadíssima e beijos!

      ResponderExcluir