12 abril 2018



Resenha # 136 : A Mulher na Janela




Título: "A Mulher na Janela"
Autor: A. J. Finn
Páginas: 352
Editora: Arqueiro
Ano: 2018
Adicione no Skoob

   A Mulher na Janela já prometia ser um sucesso antes mesmo de chegar ás livrarias brasileiras, isso graças ao excelente marketing promovido pela Editora Arqueiro juntamente com a crítica positiva de autores consagrados como Stephen King, Gillian Flynn e Joe Hill. Além disso a obra já foi vendida para mais de 30 países e está sendo adaptada para o cinema numa grande produção da 20th Century Fox! Obviamente, estava muito ansiosa para realizar essa leitura e, mesmo tendo depositado altas expectativas, o estreante A. J. Finn conseguiu me surpreender e tirar o meu chão!
   O livro traz a história de Anna Fox, uma psicóloga infantil que mora sozinha na bela casa que um dia abrigou sua família feliz. Separada do marido e da filha e sofrendo de uma fobia que a mantém reclusa, ela passa os dias bebendo (muito) vinho, assistindo a filmes antigos, conversando com estranhos na internet e... espionando os vizinhos.
   Quando os Russells - pai, mãe e o filho adolescente - se mudam para a casa do outro lado do parque, Anna fica obcecada por aquela família perfeita. Até que certa noite, bisbilhotando através de sua câmera, ela vê na casa deles algo que a deixa aterrorizada e faz seu mundo - e seus segredos chocantes - começar a ruir.
   Mas será que o testemunho aconteceu mesmo? O que é realidade? O que é imaginação? Existe realmente alguém em perigo? E quem está no controle? Neste thriller diabolicamente viciante, ninguém - e nada - é o que parece.
   A Mulher na Janela é um thriller psicológico narrado em primeira pessoa pela protagonista Anna Fox, desta forma o leitor fica preso na mente da protagonista e a sensação que dá é que também estamos sentindo todas as suas paranóias e tendo as mesmas incertezas que ela. A escrita de A.J. Finn é eletrizante, envolvente e graças aos capítulos curtos a leitura se torna extremamente fluída, fazendo com que o leitor não sinta vontade de pausar a leitura. Numa narrativa que mistura o melhor de Hitchcock e clássicos do suspense, A Mulher na Janela é um livro que chegou para abalar os fãs do gênero, confesso que há muito tempo não lia algo tão bem trabalhado, instigante e o mais importante: o autor consegue confundir o leitor em um labirinto de informações, onde a história pode caminhar para vários lados, obrigando o leitor a criar teorias mirabolantes sobre o mistério que paira na obra.
   Assim como todo bom thriller, A Mulher na Janela é um livro que deixa o leitor louco por respostas, durante a leitura devo ter criado dezenas e mais dezenas de teorias sobre os dois mistérios que paira na obra (o motivo de Anna ter se excluído do mundo e a enigmática casa dos Russells), mas, não consegui chegar nem perto do que A.J. Finn criou! Como provar algo que só você viu? E quando ninguém confia em sua mente duvidosa? Será que aconteceu mesmo ou é apenas o fruto de uma mente confusa? Essas são apenas algumas das questões levantadas nessa obra cheia de reviravoltas, perturbações e com um final tão arrebatador e surpreendente que acho impossível algum leitor o ter desvendado de tão original que é.
   Diante de um enredo tão bem elaborado, obviamente, os personagens também não ficaria para trás, e A.J. Finn usou toda a sua maestria para construí-los! Anna Fox é acima de tudo uma mulher forte que sofre diariamente as consequências de atitudes tomadas no passado e devido ao seu vício em bebidas alcoólicas e ao hábito de se auto remediar, ela acaba se tornando uma protagonista nada confiável e o leitor é incapaz de depositar confiança nela, afinal, em diversos momentos ela estava bêbada ou dopada... Mas mesmo assim, é impossível não sentir empatia por ela, ainda mais quando segredos do passado são revelados. Apesar de poucos, os personagens secundários também foram muito bem construídos e se encaixam perfeitamente bem na obra.
   Enfim, A Mulher da Janela é um livro extremamente impactante, tenso e muito, muito surpreendente! O desfecho me pegou tão de surpresa que senti um orgulho imenso de ser leitora e poder desfrutar de histórias tão inacreditáveis assim... Sem dúvida, a MELHOR leitura de 2018, até agora!




23 comentários:

  1. Guria, a sinopse já derruba e tua resenha e comentários destroem qualquer possibilidade de alguém que ama suspense não ler, enfim, este livro está mais no topo da lista impossível. Gostei da forma empolgada com que tu descreveu, se colocar na cabeça da protagonista foi uma visão bacana, sentindo suas "fantasias" e sensações, parabéns pelo postagem.

    ResponderExcluir
  2. O entusiasmo com que você descreveu o enredo só me deixou com muito mais vontade de ler. Esse é o tipo de livro perfeito para mim. Um terror psicológico e ninguém em quem confiar, uma leitura que provavelmente angustia até o fim.
    Quero muito ler. Ótimo saber que temos mais um excelente autor desse gênero para desfrutar de leituras assim.

    Bjs.

    ResponderExcluir
  3. Diane!
    Amo thrillers psicológicos também, são instigantes e nos colocam para pensar.
    Bom ver que o autor resgatou um pouco do suspense tenebroso dos livros dos anos 50, deve ser muito boa a leitura e a protagonista enfrentar seus traumas do passado, deixando a dúvida se é ou não real o que vê, porque é alcoolatra, deve trazer grande suspense.
    Boa semaninha!
    “A sabedoria superior tolera, a inferior julga; a superior perdoa, a inferior condena.” (Augusto Cury)
    cheirinhos
    Rudy
    TOP COMENTARISTA ABRIL – ANIVERSÁRIO DO BLOG: 5 livros + vários kits, 7 ganhadores, participem!
    BLOG ALEGRIA DE VIVER E AMAR O QUE É BOM!

    ResponderExcluir
  4. Oiii Diane

    Só tenho visto boas criticas sobre esse livro e a trama parece mesmo ser daquelas bem tensas, que deixam o leitor numa expectativa daquelas. Com certeza quero ler futuramente.

    Beijos

    www.derepentenoultimolivro.com

    ResponderExcluir
  5. Deu vontade de ler. Gosto de livros que prendem a atenção, e parece ser o caso!

    ResponderExcluir
  6. Oi, Diane.

    Por o livro ser uma mistura de um possível delírio versus realidade, fica difícil até mesmo para a própria Anna distinguir e acreditar em suas próprias nuances (e no que ela afirma ter presenciado), e convencer as outras pessoas, é realmente o mais difícil. Afinal, a sua mentalidade está posta em jogo!

    E espero que sua adaptação seja boa e fiel ao livro!

    ResponderExcluir
  7. Fiz essa leitura recente e adorei.
    Ana me deixou muito intrigada e perplexa algumas vezes.
    A.J. Finn constrói uma trama muito interessante e instiga o leitor a prosseguir virando páginas e especulando sobre o que está acontecendo na vida de todos de fato e principalmente que raios aconteceu com Anna, uma mulher inteligente, que tinha supostamente um casamento e uma família feliz.. O autor aos poucos vai nos revelando os detalhes e te garanto que você irá ficar grudadinho nas páginas até o virar da última folha e por mais especulações e teorias que criemos não estamos de fato preparados para o que nos será revelado.

    www.alempaginas.com
    IG:@alempaginas

    ResponderExcluir
  8. So pela sinopse imagino que deve ser maravilhoso. Me interessou muito esse suspense!!! bjs

    ResponderExcluir
  9. Oi!!
    Eu adorei a dica 😀 a história parece ser maravilhosa.
    Bjo

    ResponderExcluir
  10. Que dica maravilhosa de livro, achei a história incrível.
    https://blogdajenny2014.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  11. Pela sua excelente resenha com certeza um livro que vale muito a pena ser lido! Obrigada pela indicação!

    ResponderExcluir
  12. Ainda não tinha ouvido falar do livro mas gostei muito da sinopse fiquei bem curiosa pelo livro, que bacana que a história está sendo adaptada para o cinema, gostei de saber, bjs.

    ResponderExcluir
  13. Olá, Diane.
    Eu quero muito ler esse livro. Eu não sou tão fã de livros em primeira pessoa por ficarmos preso na mente da pessoa que está narrando. Mas em livros assim, isso é um ponto muito positivo. Assim que der eu vou ler ele.

    Prefácio

    ResponderExcluir
  14. Oi.
    Tudo bom?
    Eu gosto muito desse tipo de leitura e me peguei aqui pensando no que ela viu e como vai ser essa historia toda.
    Beijos

    ResponderExcluir
  15. Eu adoro livros de suspense e esse parece ser excelente, só vejo críticas positivas sobre ele por aí. Não sei se vc já viu a série Tabula Rasa, pela sua resenha ela parece ter o mesmo clima do livro, recomendo assistir :)

    ResponderExcluir
  16. Muito legal sua resenha se colocar no papel do protagonista e tentar sentir suas sensações foi bem legal, adoro blog literários vou dá uma boa olhada em outras resenhas . beijokasss

    ResponderExcluir
  17. Olá, tudo bem?

    Ultimamente tenho visto muitos comentários positivos sobre a obra e a minha curiosidade só aumenta, pois é um gênero que tenho lido mais e adorado. Este parece ter uma história espetacular e já fiquei com uma pulga atrás da orelha. Vai para a lista!

    Beijos!

    ResponderExcluir
  18. Já li inúmeros comentários positivos sobre esse livro mas ainda não tive oportunidade de iniciar a leitura. Mas adoro esse estilo de livro que nos deixa tão intrigados que não conseguimos parar de ler, e nos surpreendemos imenso com o desfecho inesperado que, em nada, corresponde às nossas teorias! Adorei a sua resenha, fiquei ainda mais curiosa para ler! =)

    ResponderExcluir
  19. Nossa, acho que essa foi a resenha que mais me deixou com vontade de ler um livro rs. Faz tempo que não leio livros, mas se tem um gênero que me faria voltar a ler é o suspense, principalmente se pode ser comparado ao estilo de Hitchcock.

    Beijinhos <3

    ResponderExcluir
  20. Oie, tudo bem? Gente que enredo mais interessante. Fiquei roendo as unhas só de ler a sinopse quem dirá o livro inteiro. Esse é um dos meus gêneros favoritos. Eles prendem nossa atenção do início ao fim semelhante Garota Exemplar. Mais um pra minha lista. Beijos, Érika =^.^=

    ResponderExcluir
  21. Gostei muito da resenha, me deu realmente vontade de ler.
    Vou procurar e, quando ler, te conto também!

    ResponderExcluir
  22. Oi
    que resenha maravilhosa adorei,e que historia legal já quero ler já,obrigada por compartilhar bjs.

    ResponderExcluir
  23. Nossa que resenha empolgante. Essa foi a primeira que li desse livro e confesso que fiquei bem curiosa para ler. Lendo suas palavras lembrei um pouco de outra história: 'A garota no trem' (não li nem vi o filme ainda, mas li algumas resenhas). Enfim parabéns pela leitura, resenha e divulgação. Dica mais que anotada!!!

    P.s. Qnd puder passa lá no blog também, vou amar ler seu comentário.
    Beijos e ótimas leituras!!!


    https://leiturasvidaepaixoes.blogspot.com.br

    ResponderExcluir


© Coisas de Diane | 2020. Todos os direitos reservados.
Layout e codificação: GLEICY HANER - DESIGNS E FOTOGRAFIA .
Tecnologia do Blogger.
imagem-logo