• Home
  • |
  • Sobre Mim
  • |
  • Resenhas
  • |
  • Promoções
  • |
  • Parceiros
  • |
  • Contato
  • Entrevista: Maurício Gomyde

    Olá, pessoal!
    O post de hoje é muito mais que especial pra mim, pois, trago uma entrevista com o Maurício Gomyde, um dos meus autores favoritos! Na matéria ele fala sobre literatura, família e um pouquinho sobre o seu novo livro. Vamos conferir?

    01- Quem é Maurício Gomyde?
    Acho que, de uma forma bem simples, sou apenas um contador de histórias. Apesar de precisar da "plateia" para escutá-las, gosto muito de ficar sozinho. Aquele momento em que coloco no papel minhas ideias é mágico. Sempre com uma trilha-sonora e elementos que me inspirem. Então escuto muita música, assisto a muitos filmes, leio livros. E gosto de ficar com a família, a coisa mais importante de todas.

    02- Quem você admira no mundo literário?
    Como autores consagrados, Graciliano Ramos, Nick Hornby, Stephen King, Shakespeare, Luis Fernando Veríssimo... Mas quem eu admiro mesmo, no mundo literário, são todos os novos autores que ralam diariamente por um lugar ao sol, vão a eventos, conversam com leitores, batalham nas redes sociais. São (somos) heróis. rs

    03- Qual a sua opinião a respeito da literatura nacional atual?
    Acho que a internet proporcionou o aparecimento de muita gente boa. A rede é democrática, deixa você colocar suas histórias e conquistar seu público. Há ótimos autores aparecendo e isso é maravilhoso. Há muitas feiras, bienais, encontros literários, blogueiros, etc. Acho que, sim, é um bom momento para a literatura nacional.

    04- Qual é a melhor e a pior parte em ser escritor?
    A melhor, sem dúvida, é o ato de escrever. Aquele momento solitário, diante da tela ou do papel. Esse é insuperável! A pior? Hum... não sei se há algo de ruim nessa história. rsrs

    05- Qual é a sua parte favorita no processo de escrita de um livro?
    Gosto muito da fase de pesquisa para construção das histórias. Eu sempre tento viajar aos locais que são cenário da ação. Gosto de ir lá sentir o cheiro, ver as pessoas como elas são, as ruas. Ver como é de dia, de noite, de madrugada. E depois voltar e transcrever.

    06- Seus personagens são inventados ou baseados em pessoas reais?
    A maioria é inventada, mas há personagens que são uma construção feita de pequenas partes físicas e emocionais de pessoas que conheço. Difícil achar alguém que seja um personagem prontinho.  

    07- Acompanhando suas redes sociais podemos perceber que você esteve trabalhando muito em seu sétimo livro. O que você pode adiantar sobre ele?
    Não posso adiantar muito, porque acabou de ser enviado para a editora e não tive ainda o retorno se eles gostaram ou não. Pode ser que eu tenha de fazer tudo de novo... (tomara que não!!!! rsrsrs). Mas como já divulguei minhas viagens de pesquisa, posso dizer que parte da ação se passa no sul do Brasil, parte em Brasília e parte em Buenos Aires. Acho que é meu livro mais diferente. Vamos ver se a editora e os leitores vão gostar...

    08- Frequentemente encontramos nas redes sociais as "Pérolas da Manu" , na sua opinião, toda essa criatividade da garota já é um indício de que ela pode se tornar uma escritora futuramente?
    Hahaha... ela é uma figura mesmo. Todas as pérolas são reais (por isso que são eventuais) e é muito legal a percepção que ela tem do mundo. Acho que é a percepção de toda criança, em última instância. Não sei se ela vai enveredar pela área da escrita. Minha filha mais velha, a Marina, é bem criativa também. Quem sabe uma das duas, né?

    09- Em seus livros geralmente os personagens tem algum tipo de amuleto da sorte, como o olho turco (Surpreendente!), a moeda de cinquenta centavos (Dias melhores pra sempre) e o livro marrom (A máquina de contar história). E você, Maurício Gomyde, tem algum amuleto da sorte?
    Tenho a "Família M". 

    10- Você começou sua carreira publicando livros de forma independente, depois passou pela Novo Conceito e agora está na Intrínseca publicando livros fora do país. Como você se sente em relação a toda essa evolução?
    Muitas vezes as pessoas me dizem que tudo isso foi rápido demais, mas eu as lembro que comecei lá em 2001 (O Mundo de Vidro). Acho que foi um processo natural, passei por todas as fases (independente sem internet; independente com internet; editoras brasileiras; editoras internacionais) e cada uma delas foi e é um aprendizado bacana. Não acho que eu tenha chegado longe, tampouco no lugar que mais desejo. Mas a vida é assim, a gente vai caminhando e o que vai acontecendo é fruto do trabalho, da dedicação, da perseverança e dos sonhos. Sou muito feliz com tudo o que aconteceu, mas quero muito mais. 

    11- Muito obrigada pela entrevista, saiba que sou muito fã de seu trabalho e lhe desejo todo o sucesso do mundo para o seu próximo livro. Quer deixar alguma mensagem para os seus fãs?
    Eu que agradeço pelo carinho, Diane. Uma das coisas mais legais desse processo todo é a quantidade de amigos que fiz. Em última instância, é por cada um de vocês que faço tudo isso. Quando um leitor diz que gostou de uma história minha, a sensação do dever cumprido é total. E deixo para meus leitores apenas o desejo de que pratiquem diariamente paz, gentileza, tolerância e amor, que é o que mais temos precisado hoje em dia.

    Então é isso, pessoal! Espero que tenham gostado do post!
    Beijos e até a próxima...



    30 comentários :

    1. Olá, tudo bem? Apesar de ver os livros dele sendo super elogiados, ainda não li nenhum, mas tenho bastante vontade. Adorei a entrevista, ficou show!

      Beijos,
      Duas Livreiras

      ResponderExcluir
    2. Olá, eu adoro o trabalho do autor e só posso torcer muito por ele. Achei a entrevista maravilhosa e sei que ele é muito atencioso com seus leitores. Suas respostas não poderiam trr ficado melhores. Já li quase todo os seus livros <3
      Beijos

      ResponderExcluir
    3. Oi, Diane!
      Eu adoro entrevistas com autores e gostei muito da sua, tanto pelo bate-papo, quanto pela oportunidade de conhecer mais um autor nacional. Espero ter a chance de ler algum livro dele um dia. ;)

      Um abraço,
      http://helendutra.com/

      ResponderExcluir
    4. Oi Diane! Eu não conheço o autor, ainda, mas acho que vc arrasou na entrevista! Parabéns!

      Bjs, Mi

      O que tem na nossa estante

      ResponderExcluir
    5. Olá, nossa, acho que estou muito desatualizada porque ainda não conhecia o escritor. Gostei bastante da entrevista e pude conhecer um pouco dele, ver as opiniões e saber sobre a carreira. Ele parece ser muito simpático e atencioso com os seus leitores.

      ResponderExcluir
    6. Linda a entrevista!!! Achei incrível ele citar os novos autores e falar do trabalho que eles fazem para serem lidos e claro, estou curiosa com a Manu... rs
      Lindo post!!!
      MEU AMOR PELOS LIVROS
      Beijos

      ResponderExcluir
    7. Oie, eu adoro o maurício, é um cara extremamente humilde, que dá para perceber que escreve por amor a literatura mesmo e faz tudo com muito carinho. Ah, eu adoro acompanhar as pérolas da manu nas redes sociais e também acho o máximo esse livro dele se passar em partes no sul do brasil e ter até buenos aires envolvido, uau! Que ele venha logo!

      ResponderExcluir
    8. Oi
      muito legal a resenha, ele parece ser uma ótima pessoa e acredita que ainda não li nada dele, só que quero muito ler. Parabéns pela entrevista.

      momentocrivelli.blogspot.com

      ResponderExcluir
    9. Olá, Diane.
      Que legal a entrevista. Eu já li um livro do autor e gostei bastante do trabalho dele. Me emocionei lendo a história. Desejo cada dia mais sucesso para ele. E que venham muitos mais livros emocionantes pela frente.

      Blog Prefácio

      ResponderExcluir
    10. Olá Di,
      Adoro o Maurício, ele, além de um autor incrível, é uma pessoa magnífica. Tive a oportunidade de conhecê-lo em 2014 e, desde então, sou apaixonada pelo trabalho dele.
      Achei a entrevista bem legal e estou super curiosa para saber qual é esse sétimo livro. Outra coisa que me agradou foi saber que o amuleto dele é a família, isso encheu meus olhos de lágrimas.
      Parabéns pela entrevista.
      Beijos,
      Um Oceano de Histórias

      ResponderExcluir
    11. Olá
      Eu já falei que eu amo ler entrevistas? Rsrs, se não, aí está meu amor ♡♡. Eu já conhecia o autor mas ainda não li nada dele, e tenho vontade de ler A Maquina de Contar Histórias, piso a rede ser bem legal. Quanto a pergunta sobre o mercaod editorial no Brasil, achei super legal a resposta do autor, realmente a Internet facilitou a vida de muito, que agora não precisa esperar rever um respostas positiva para poder lança o seu livro. Até mais vê
      Bjs

      ResponderExcluir
    12. Oie.
      Adoro entrevistas, sinto vontade e saudades de fazê-las eu mesma, mas foi ótimo ler a sua, afinal me deu um gás para ler esse autor que tenho tanta vontade, mas nunca de fato o faço.
      Bjokas

      ResponderExcluir
    13. Tenho que concordar com ele na questão de que a internet hj ajudou Mtos autores. Deu uma alavancada em Mtos.
      Eu adorei a entrevista. Foi bom pq ainda não o conhecia.
      Bjos

      ResponderExcluir
    14. Olá,

      Confesso que não conheço o autor e não li nenhuma das obras dele, mas gostei muito das respostas construtivas que ele deu. Sem dúvida a internet além de facilitar a vida das pessoas, permitiu que muitos autores conseguissem divulgar suas obras que por vezes podem ter recebido um não pelas editoras. Fico muito feliz que você tenha conseguido realizar uma entrevista, com alguém que prestigia tanto.

      Abraços
      Cá Entre Nós

      ResponderExcluir
    15. Oi, Di, tudo bem?

      Que legal a entrevista, parabéns. Eu ainda não li nada do autor, e confesso que as histórias não chamam tanto assim minha atenção, mas tenho vontade de dar uma chance a algum livro dele.
      Estou por fora dessas Pérolas da Manu, não vi nada sobre isso nas redes sociais ainda! hahaha

      Beijos

      ResponderExcluir
    16. Conheci Gomyde na Bienal de SP e me encantei. E se definiu bem. É um contador de histórias mesmo. Amei ver a entrevista com ele. Foi bom saber mais desse escritor tão talentoso.
      Beijinhos
      Rizia - Livroterapias

      ResponderExcluir
    17. Oiii.
      Que tudooo entrevista com um dos autores tops nacionais, estou louca para ler os livros dele que todo mundo fala que são incríveis.
      Adorei o post, parabéns.
      Beijos Mary.
      http://leiturasdamary.blogspot.com.br/

      ResponderExcluir
    18. Olá!
      Adorei a entrevista. Ainda não conhecia o autor e fiquei bem curiosa com seus livros.
      E concordo plenamente quando ele diz que a internet tem ajudado bastante novo autores. Se não fossem pelos blogs, facebook e pelo kindle jamais teria lido metade dos livros nacionais que li.

      Confissões de uma Mãe Leitora

      ResponderExcluir
    19. Eu conheço o autor e apesar de nunca ter lido nenhum livro dele, tenho curiosidade. Achei ele super simpático nas respostas e adorei conhecer um pouco mais dele. Realmente vejo muito posts de "Pérolas da Manu" e acho bem divertido a criatividade da filha dele. Gostei do seu ponto de vista por ele parecer otimista e persistente, tenho certeza que ele ainda vai muito mais longe.
      Beijos!
      Virando Amor

      ResponderExcluir
    20. Oiee ^^
      Aaaaah, meu ídolo, ninguém sai! Eu adoro os livros do Maurício, e olha que ainda nem li todos. Me apaixonei já no primeiro que li dele, "O rosto que precede o sonho", e o meu favorito até agora ♥ Eu adoro quando o autor publica as "Pérolas da Manu" no Facebook, e eu d-u-v-i-d-o que os leitores e a editora não gostem do novo livro do autor.
      MilkMilks ♥
      http://shakedepalavras.blogspot.com.br

      ResponderExcluir
    21. Nossa o autor já está no seu sétimo livro e eu ainda não o conhecia. Por isso acho tão bacana essa divulgação dos autores nacionais no blog. Achei muito bacana a entrevista com perguntas bem pertinentes. Vou pesquisar mais sobre o.autor e suas obras.
      Bj

      ResponderExcluir
    22. Adorei a entrevista, não conhecia o autor Maurício Gomyde e adorei ver as respostas dele.

      Beijoss, Enjoy Books

      ResponderExcluir
    23. Olá!!!!
      Muito legal ver/ler a evolução de um autor e no quanto ele está cada vez mais tendo destaque nesse mundo literário.Ainda não li nada do autor mas espero ler algo em breve :)

      http://livroaoavesso.blogspot.com.br/2016/08/resenha-caminho-do-altar-julia-quinn.html#comment-form

      ResponderExcluir
    24. Não sou um grande fã de entrevistas, dá um soninho na alma, mas achei bem legal essa aqui. Principalmente as perguntas relacionadas a escrita, que são as únicas que realmente (me) interessam! As perguntas são meio padronizadas, mas ficou bem maneiro. Beijos.

      ResponderExcluir
    25. Adorei conhecer mais esse escritor, a evolução que ele teve na sua carreira/escrita, porque sempre via alguns livros dele no face, mas não me aprofundava muito a procurar saber mais.

      Abs

      ResponderExcluir
    26. Olá! Tudo bem por aí?

      Não conhecia o autor ainda, mas dei uma pesquisada aqui no Sr. Google e suas obras parecem ser bem interessantes. Adorei a entrevista, principalmente quando ele diz que não sabe se há algo de ruim em escrever um livro. Eu, que desde criança adoro escrever histórias e contos, concordo com ele. Apesar de muitos problemas, não há algo ruim na arte de escrever. Parabéns pela entrevista!

      Abraços!
      www.acampamentodaleitura.com

      ResponderExcluir
    27. Oi Diane!

      Amei demais a entrevista. Maurício sempre me passa uma imagem de alguém muito acessível e simpático, gosto dele mesmo sem ter lido algo dele, coisa pela qual ainda não me perdoo. Gostei muito de todas as respostas dele e estou doida para ver todo esse carisma nas páginas que ele escreve.
      Parabéns pela entrevista.

      Ingrid Cristina
      Plataforma 9 3/4

      ResponderExcluir
    28. Gostei bastante da simpatia do autor, não o conhecia e concordo com ele é um ótimo momento para os autores nacionais.

      ResponderExcluir
    29. olá,nunca tinha ouvido falar do autor nem de seus livros mas adorei a entrevista,a parte que me chamou atenção foi o fato dele sair para conhecer o ambiente em que vai se passar a história,descrever as cenas deve ser muito mais prazeroso assim

      ResponderExcluir
    30. Oi, tudo bem?
      Eu nunca li nada do autor mas sempre ouvi maravilhas dele, fico muito feliz em ver a entrevista e poder conhecer um pouco mais dele. Sabe que gostei muito e ainda mais quando ele fala das obras, com toda certeza tentarei ler algum livro esse ano ainda. Ótima entrevista!

      Beijos

      http://www.oteoremadaleitura.com/

      ResponderExcluir