02 agosto 2018



Aceita uma Indicação ?


Olá, pessoal!
Hoje é dia de mais uma atualização da coluna Aceita uma Indicação?, espaço onde indico meus livros favoritos pra vocês. Para o mês de agosto escolhi um livro muito especial, que foi adaptado para o cinema e já chegou aqui no Brasil. Bora descobrir que livro é esse?

E minha dica de leitura para o mês de agosto é Todo Dia, de David Levithan.

Neste novo romance, David Levithan leva a criatividade a outro patamar. Seu protagonista, A, acorda todo dia em um corpo diferente. Não importa o lugar, o gênero ou a personalidade, A precisa se adaptar ao novo corpo, mesmo que só por um dia. Depois de 16 anos vivendo assim, A já aprendeu a seguir as próprias regras: nunca interferir, nem se envolver. Até que uma manhã acorda no corpo de Justin e conhece sua namorada, Rhiannon. A partir desse momento, todas as suas prioridades mudam, e, conforme se envolvem mais, lutando para se reencontrarem a cada 24 horas, A e Rhiannon precisam questionar tudo em nome do amor.

   Todo Dia é um livro bem diferente dos que estou acostumada a ler, afinal, nele o protagonista A, que nem é um ser humano, acorda todo dia acorda num corpo diferente, A vai se adaptando ao corpo vai se acostumando até chegar o outro dia muda de corpo. Com certeza é uma leitura que vale a pena, e bem mais do que isso, é uma história curiosa e impressionante, com uma proposta diferente, instigante e inteligente, tem um protagonista incomum, único e ao mesmo tempo igual a tantos outros. A, tem muito de todos nós, uma vontade de propósito, apesar de já confirmado com a sua vida como ela é, luta pelo amor, por mais impossível que pareça possui um coração lindo, corajoso e generoso. Apesar de parecer "surreal e impossível" a trama é verdadeira, não apenas envolvente e emocionante. 
   É surpreendente como David Levithan consegue abordar diversos assuntos interessantes, mas o principal é o amor, que surgiu de forma inexplicável. O livro em si relata que o amor não existe gênero ou raça, que está tudo dentro de nós, nas nossas mentes, e que se acordássemos em outro corpo, o amor pela mesma pessoa seria inevitável, e que se fosse recíproco, a pessoa não iria ligar em qual corpo acordamos hoje se o que ela ama é o que existe dentro. Aprendi com A que o amor exige sacrifícios e o que deveria importar mais aos olhos das pessoas quando o assunto é amar, é seu interior e nada mais.

Enfim, espero que aceitem minha dica de leitura e se joguem de corpo e alma nessa história que ensina, encanta e apaixona!

Beijos e até o próximo post!




13 comentários:

  1. Oi Diane

    eu li no comecinho do ano justamente pra poder assistir ao filme!
    Mas até agora não estreou aqui na minha cidade :(
    Achei a história interessante e bem diferente do que costumo ler!

    Bjoooos
    muitospedacinhosdemim.blogspot.com.br

    ResponderExcluir
  2. Parece ser bem interessante, estou querendo ler primeiro pra poder assistir o filme!

    http://submersa-em-palavras.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  3. Oi Diane! Adoro essa coluna, sempre encontro ótimas dicas por aqui. Gostei de saber da tua opinião sobre o livro, porque pela sinopse achei o livro interessante, a premissa bem original e imaginava que a mensagem trazida na história seria bonita também, mas li algumas opiniões não tão positivas que me fizeram repensar sobre a leitura, mas depois de ver o teu post tenho certeza que o livro é lindo mesmo e que merece ser lido.
    Beijos
    http://espiraldelivros.blogspot.com/

    ResponderExcluir
  4. Eu tenho uma certa curiosidade sobre esse livro. Parece ser uma história bem criativa e eu fico pensando como isso ocorreria na realidade, hahah O trailer do filme pareceu bem legal...
    Beijo!

    Sorriso Espontâneo

    ResponderExcluir
  5. Gostei muito de sua indicação! Parece ser uma ótima leitura sim. Já fiquei curiosa para ler!

    ResponderExcluir
  6. nossa, a história parece ser muuuito interessante e também bem diferente do que estou acostumada a ler!
    tua resenha ficou ótima! e fiquei bastante curiosa pra ler o livro!

    ResponderExcluir
  7. Boraaa se jogar na leitura como solicitado na resenha rsrs quando tem filme e livro eu prefiro primeiro ler o livro e depois o filme. Te confesso que normalmente eu me decepciono com o filme, pois quando eu me apaixono por um livro meu pensamento viaja e normalmente nunca bate com o filme dai fico bem critica rsrsrs

    ResponderExcluir
  8. Que demais essa coluna! Já li o livro no kindle unlimited e ganhei o fisico em um sorteio no insta da editora. Lendo seu post me deu até vontade de reler, é uma linda história mesmo <3

    ResponderExcluir
  9. Curti muito esse livro, bem diferente do que tinha lido.
    Achei massa porque desperta empatia.
    Ainda não vi o filme, tenho um pouco de medo de me decepcionar.
    Com certeza, esse livro é uma ótima sugestão!

    xero
    https://leayasnaya.blogspot.com/

    ResponderExcluir
  10. ¡Hola!
    Acabome de encontrar co teu blog e encantame *_* Quedome por aquí para estar atenta as tuas novas publicacións, oxala te animes a pasarte polo meu blog e quedarte :)
    Aprovecha La Vida Cada Día
    ¡Beijos!

    ResponderExcluir
  11. Oi, Diane!
    Lembro que fiquei um tempo com esse livro na minha estante de desejados do Skoob, pois tinha lido muitos elogios a ele. Mas aí acabei não lendo, saiu o filme, eu assisti, e agora acho que a vontade de ler o livro passou. Mesmo sabendo que os livros costumam ser mais e melhores que as adaptações, depois que já sei a história o interesse diminui.

    Beijos, Entre Aspas

    ResponderExcluir
  12. Oi Diane, tudo bem?
    Fazia tempo que não te visitava, saudades de você. =)
    Dizem que esse livro é bem melhor que a adaptação, que pecou um pouco. Tenho curiosidade!
    Beijos,

    Priih
    Infinitas Vidas

    ResponderExcluir


© Coisas de Diane | 2020. Todos os direitos reservados.
Layout e codificação: GLEICY HANER - DESIGNS E FOTOGRAFIA .
Tecnologia do Blogger.
imagem-logo