• Home
  • |
  • Sobre Mim
  • |
  • Resenhas
  • |
  • Promoções
  • |
  • Parceiros
  • |
  • Contato
  • Resenha # 114 : O Ódio que Você Semeia



    Título: "O Ódio que Você Semeia"
    Autor: Angie Thomas
    Páginas: 378
    Editora: Galera Record
    Ano: 2017
    Adicione no Skoob

       Já tem algum tempo que recebi da Galera Record o livro O Ódio que Você Semeia, mas venho enrolando a leitura porque já sabia que a obra possuía altas doses de dramas, preconceitos, injustiças e outras obscuridades que estão presente em nossa sociedade. O fato de trazer esses tristes elementos do nosso cotidiano me fez adiar a leitura porque não estava preparada psicologicamente para ler algo assim, mas, quando finalmente decidi que já era hora de ler fiquei bastante impressionada com a escrita de Angie Thomas e, inclusive, me arrependi de não ter lido antes!
       O livro traz a história de Starr, uma garota que vive entre dois mundos: o bairro pobre onde mora e o colégio particular em que estuda. Ainda assim, ela é como tantas outras meninas de 16 anos. Tem amigos, problemas com os irmãos, vai a festas e ainda ajuda o pai no mercado da família. Até que esse delicado equilíbrio é quebrado: Starr presencia a morte de seu melhor amigo da infância, Khalil, por um policial. Khalil estava desarmado, não ameaçava a segurança de ninguém, era negro e Starr é a única testemunha.
       Não demora e a morte do amigo é manchete em todos os jornais. Alguns o chamam de bandido, outros de traficante, e que fazia parte de uma gangue. O julgamento ainda não ocorreu, mas não há quem não julgue - no bairro, na escola, na TV. Protestos começam a tomar as ruas. Traficante? Negro. Bandido? Desarmado.
       Tanto Starr quanto sua família são ameaçadas pela polícia e pelos chefões do tráfico local. Todos querem saber: o que realmente aconteceu naquela noite? Starr é a única pessoa que tem a resposta. Mas o que ela disser - ou não disser - pode transformar a vida de todos que ama, do bairro, da cidade, do país... do mundo? E colocar a si mesma em perigo.  Dizem que a justiça é cega, e é  isso que Starr está prestes a descobrir.
       O Ódio que Você Semeia é narrado em primeira pessoa pela protagonista Starr, e assim, conhecemos nos mínimos detalhes todos os detalhes da noite do assassinato de Khalil e em seguida todos os medos, angustias, arrependimentos que acompanham a vida da protagonista. Angie Thomas criou uma historia intensa, forte e trata de assuntos que infelizmente são comuns em nosso cotidiano como o racismo, drogas e a falta de oportunidade de pessoas de baixa renda. Achei interessante que a autora até colocou um pouco de romance na obra, mas o deixou em segundo plano só mesmo pra trazer um pouco de leveza para a obra, porém, felizmente, em nenhum momento romantizou os temas pesados, pelo contrário, ela soube muito bem separar os dois lados.
        Os personagens são extremamente bem construídos, fáceis de se apegar e, sem dúvida, são os mais corajosos que já encontrei no universo literário! Starr é uma garota que vem de uma família humilde, mas, que desde pequena lhes ensinou os valores da vida. Vivendo num mundo repleto de preconceitos, os pais de Starr, além de boas maneiras, ensinou para a garota e seus irmãos como se comportar diante de um policial, de um branco e a se controlar para que ninguém nunca a julgue mal. Desta forma, ela acabou virando duas Starrs: a comportada, que concorda com tudo e discreta do colégio particular de “brancos”; e a verdadeira Starr do bairro, que conversa normalmente e que nunca precisa se preocupar se alguém vai criticá-la e rotulá-la de “garota negra do gueto”. É muito comovente acompanhar esses dois mundos de Starr e é impossível não sentir empatia por ela, ainda mais quando Khalil é assassinado e ela tem que ver e ouvir pessoas julgando seu amigo de infância sem nem ao menos conhecê-lo.
       Muito mais que um livro sobre racismo, O Ódio que Você Semeia é uma obra que veio para ensinar a população a respeitar as pessoas, independente de sua cor, classe social ou credo. Angie Thomas foi corajosa o suficiente pra criar uma história com temas bem pesados como drogas, gangues, racismo e tudo isso numa linguagem clara e direta. Ao meu ver, a principal mensagem que a autora tenta passar é de que devemos usar nossa voz para por fim nessas injustiças, afinal, se cada um fazer sua parte a soma de todos esses “uns” podem com certeza fazer a diferença na sociedade. O livro fala ainda sobre oportunidades, segundas chances, a importância da família e amizades verdadeiras.
       O Ódio que Você Semeia é um livro atual, importante, trágico e que nos faz refletir muito. É um livro que pede mudanças, defende as minorias e dá um tapa na cara da sociedade... Recomendo de olhos fechados pra TODO MUNDO! Leiam, por favor, leiam!



    22 comentários :

    1. Oi Di, tudo bem? Eu já estava mega curiosa com esse livro, agora mais ainda!!! O tema é mega pertinente e atual, não tenho dúvidas de que será uma ótima leitura!

      Bjs, Mi

      O que tem na nossa estante

      ResponderExcluir
    2. Já li algumas resenhas desse livro, e tive o mesmo pensamento. Queria incluir na minha lista, mas por ser tão forte eu pensei que seria complicado... Algumas resenhas a mais, e agora incluindo a sua, tenho certeza que desejo este livro.
      É um tema forte, porém necessário. Acredito que é um livro que deveria ser lido nas escolas, mostrar a realidade...
      Gostei da resenha.

      Beijos

      ResponderExcluir
    3. Não conhecia o livro, mas gostei muito da premissa e acho que essa é uma daquelas leituras essenciais!
      Já estou apaixonada por Starrs e curiosa para saber como ela irá lidar com toda essa situação e ainda estar dividida em dois mundo diferentes!

      She is a Bookaholic

      ResponderExcluir
    4. Oi Diane!
      Eu nao conhecia o livro, mas gostei. É o tipo de premissa que pode se tornar clichê ou até mesmo dramático em excesso, mas parece que a autora soube dosar bem. E o tema é sempre valido.
      Beijo,
      Alem da Contracapa

      ResponderExcluir
    5. Olá, tudo bem?

      Não conhecia o livro, mas já estou aqui desejando lê-lo, pois o mesmo já me interessa logo de cara, pois é o tipo de narrativa e de problemas que me fazem refletir. Acho que faltam mais literatura com esses temas, que narrem de forma real e trágica os problemas da nossa atual sociedade. Adorei a resenha!

      Beijos!

      ResponderExcluir
    6. Olá, Diane.
      Eu quero muito ler esse livro. Como você disse, é um tema que infelizmente ainda é tão atual. Assim que der eu vou ler ele. Por enquanto só vi comentários positivos sobre o livro e espero gostar.

      Prefácio

      ResponderExcluir
    7. Oi, Diane!
      Esse livro parece ser incrível, vai até virar filme né?
      Uma leitura completamente necessária nos dias atuais, e o bom é que faz a sociedade refletir bastante.
      Espero um dia ter a oportunidade de lê-lo!

      Beijos,
      Eli - Leitura Entre Amigas
      http://www.leituraentreamigas.com.br/

      ResponderExcluir
    8. Olá!
      Esse é o tipo de livro que não penso duas vezes pra pegar e ler. Adooooro essa proposta, livros fortes, emocionantes, reflexivos, perturbadoras. Anotado a dica.
      Abs
      Nizete
      Cia do leitor

      ResponderExcluir
    9. Oii Di

      Louca pra ler esse livro, já vi varias resenhas contando do carater eletrizante da protagonista que vai conquistando mais em cada página e a história em si é muito atual, necessária de ser lida. Quero ler até o fim do ano, vamos ver se consigo...

      Beijos

      aliceandthebooks.blogspot.com

      ResponderExcluir
    10. Vi esse livro e tenho desejado ele... Mas não sei se vou aguentar a leitura, sei que é bem pesado emocionalmente. Lendo sua resenha, fiquei com ainda mais vontade de le-lo, é meu tipo de leitura!

      Abraços!
      www.asmeninasqueleemlivros.com

      ResponderExcluir
    11. Ahh como eu desejo ler este livro. Uma premissa maravilhosa, apesar de dramática. Li inúmeras resenhas sobre e sei que preciso muito dessa leitura. Gostei muito de sua resenha e só reforçou meu desejo.

      Beijos.
      https://cabinedeleitura0.blogspot.com.br/

      ResponderExcluir
    12. Oi!
      Chega a ser triste ler um livro assim e perceber que vivenciamos isso no nosso dia a dia né?
      É uma história que vemos sempre em jornais, tv, etc. Pode parecer estar longe de nós, mas quantas Starr não passam por isso todos os dias?! Ainda não li, na verdade nem conhecia o livro, mas com certeza irei ler, e como você disse, TODOS devem ler esse livro! Parabéns pela resenha!
      Beijos

      ResponderExcluir
    13. Não vejo a hora de iniciar esse leitura. É um livro necessário, né? Já estou me preparando psicologicamente ..
      Beijos

      ResponderExcluir
    14. Acho que esse livro deve ser muito interessante de ler. Fiquei com muita vontade de conhecer melhor a história, ainda mais se tratando de um tema tão atual como é o racismo.
      Beijos
      Mari
      Pequenos Retalhos

      ResponderExcluir
    15. Adorei a resenha, comprei o meu na bienal do Rio e ainda não tive tempo, mais depois da sua resenha a ansiedade de ler voltou com força.

      ResponderExcluir
    16. A primeira vez que vi esse livro em um blog tomei um susto com o título, mas depois refleti e percebi que era um alerta, uma crítica e fiquei curiosa. Lendo sua resenha entendi a importância que livros assim tem na formação do caráter de uma pessoa e por isso, assim como vc falou, deveria ser lido, refletido, discutido e compreendido por todos. Parabéns pela leitura e valeu pela indicação.
      Estou aqui torcendo para que tudo termine bem com a protagonista dessa história, deu pra perceber que a mesma viverá um drama sem fim e seríssimo.

      Leituras, vida e paixões!!!

      ResponderExcluir
    17. Oi Di.
      Eu adoro de paixão esse título, acho que ele aborda bem a mensagem que a autora quer passar.
      Essa premissa é para la2de interessante, em especial pelo fato de que a autora aborda um assunto bem real na atualidade e que premissa muito ser discutido.
      Bjs.

      ResponderExcluir
    18. Olá! Olha, te confesso que fujo de alguns temas pesados da literatura, já que é uma válvula de escape, e a realidade nos mostra isso o tempo todo. MAs, fiquei curiosa para ler esse livro, te confesso que imaginava a história de outro modo, gostei e fiquei curiosa, beijos!

      ResponderExcluir
    19. Olá, tudo bem? Nossa, não vejo a hora de ler este livro sério. Primeiro pela sua importância no cenário atual, segundo pelos temas serem de SUMA importância e por último pois todo mundo fala bem. Aqui no BR, lá fora, os elogios são rasgados e bem pontuais. A sua resenha só faz coro a essas opiniões, e com isso cada vez mais me vejo ansiosa em lê-lo. Adorei!
      Beijos,
      diariasleituras.blogspot.com.br

      ResponderExcluir
    20. Olá!
      Esse livro parece ter uma história bem intensa e real já que é isso que acontece na vida real. Vemos isso no dia a dia. Amei a sua resenha e saber a sua opinião sobre o livro me motivou a ler.
      Vou anotar a sua dica para um leitura próxima.
      Beijinhos!

      ResponderExcluir
    21. Oi Diane...
      Esse livro parece ser realmente muito interessante, ainda mais por trazer temas e situações que vemos diariamente na internet e nos noticiários... Amo leituras que trazem temas que nos levam à reflexão.... E esse com certeza é um deles... Quero dar uma chance a essa leitura...
      Beijinhos...

      ResponderExcluir
    22. Diana!
      Tremendo absurdo tanto preconceito em pleno século XXI, não admito.
      O mais importante é que o livro traz anális de fatos reais e imagino o quanto deve mesmo chocar, principalmente através dos detalhes.
      Fiquei bem interessada em poder ler.
      Que dezembro seja repleto de realizações e o final de semana cheio de luz e paz!
      “Dentre os mais dignos predicados de um homem está o de saber dizer a verdade.” (Renato Kehl)
      cheirinhos
      Rudy
      TOP COMENTARISTA dezembro 3 livros + 2 Kits papelaria, 4 ganhadores, participem!

      ResponderExcluir