• Home
  • |
  • Sobre Mim
  • |
  • Resenhas
  • |
  • Promoções
  • |
  • Parceiros
  • |
  • Contato
  • Resenha # 112 : Como se Casar com um Marquês



    Título: "Como se Casar com um Marquês"
    Autor: Julia Quinn
    Páginas: 320
    Editora: Arqueiro
    Ano: 2017
    Adicione no Skoob

          Hoje trago pra vocês a resenha do segundo e último volume da série Agentes da Coroa de Julia Quinn, Como se Casar com um Marquês! Depois de simplesmente devorar o livro anterior (resenha aqui), estava super ansiosa e cheia de expectativas sobre esse volume, principalmente pelo fato de James, o marquês de Riverdale, ter um maior destaque nessa história e, felizmente, Julia Quinn foi além de minhas expectativas e trouxe uma versão ainda melhor que a anterior.
       O livro traz a história de Elizabeth Hotchkiss, uma jovem que após a morte dos pais sustenta sozinha os três irmãozinhos mais novos. Vivendo numa fase difícil, onde ás vezes, o dinheiro é escasso até para necessidades básicas como a alimentação, Elizabeth decide tomar uma atitude desesperada: se casar com um homem rico, e, se possível, bem rápido. Então, quando encontra o livro Como se casar com um marquês na biblioteca de lady Danbury, para quem trabalha como dama de companhia, ela não pensa duas vezes: coloca o exemplar na bolsa e leva para casa. Incentivada por uma das irmãs, Elizabeth decide encontrar um homem qualquer para praticar as técnicas ensinadas no pequeno manual, já que ainda não conhece nenhum solteiro bem sucedido disponível, sendo assim, quando algum cavalheiro com título aparecesse pela região ela já saberia como se comportar para garantir um bom casamento.
        E no meio desse curioso treinamento, coincidentemente, surge James Siddons, marquês de Riverdale e sobrinho de lady Danbury, que o convocou para salvá-la de um chantagista. Para realizar a investigação, ele finge ser outra pessoa. E o primeiro nome na sua lista de suspeitos é justamente... Elizabeth Hotchkiss. Intrigado pela atraente jovem com o curioso livrinho de regras, James galantemente se oferece para ajudá-la a conseguir um marido, deixando-a praticar as técnicas com ele. Afinal, quanto mais tempo passar na companhia de Elizabeth, mais perto estará de descobrir se ela é culpada.
       Mas quando o treinamento se torna perfeito demais, James decide que só há uma regra que vale a pena seguir: que Elizabeth se case com seu marquês.
       Como se Casar com um Marquês é narrado em terceira pessoa e alterna os pontos de vista entre Elizabeth e James, o que possibilita um maior entendimento dos fatos, já que temos a visão dos dois protagonistas. Julia Quinn já tinha me conquistado no livro anterior, mas, agora ela me ganhou por completo! O que mais gostei em sua narrativa é que tudo é muito doce, divertido, leve e envolvente e a leitura é tão fluída que você simplesmente não vê o tempo passar. Além disso, outro fator importante que pude observar em seus livros é que ela sabe dosar tudo muito bem, a prova disso é que o livro é carregado de sentimentalismo, descrições de ambientes, diálogos e tudo é milimetricamente planejado de forma que em nenhum momento a leitura se torne maçante. Em suma, diria que Julia Quinn é sinônimo de fluidez, diversão e muito amor!
        Os personagens nesse segundo volume continuam super carismáticos, bem humorados e com personalidades fortes, porém, na minha opinião, achei os personagens de Como se Casar com um Marquês mais complexos e bem construídos. Tanto James quanto Elizabeth tem um passado mais doloroso e que devido a algumas circunstancias do passado aprenderam muito sobre valores, sobre a valorização da família, sobre amor verdadeiro, entre outros. James já havia me conquistado com suas pequenas aparições em Como Agarrar Uma Herdeira, mas, nesse volume pude conhecer sua verdadeira essência e admirá-lo ainda mais, apesar de ser um aristocrata, ele mostra ser um homem de bom caráter, carismático, encantador e muito apaixonante! Elizabeth também não fica para trás, ela é uma jovem forte, determinada, que fala o que pensa e é super desastrada, o que garante momentos bastante cômicos. Os personagens secundários também são bem legais, com destaque para Lady Danbury com sua língua afiada e seu gato Malcolm, que apesar de ser apenas um gatinho, é responsável por cenas divertidíssimas.
       Apesar de ser um livro bastante engraçado, achei interessante que Julia Quinn mesclou alguns assuntos de grande importância como o empoderamento feminino, ao apresentar uma mocinha que trabalha e cria seus irmãos sozinha, sendo que nessa época não era comum encontrar mulheres batalhadoras ainda mais tão jovens quanto nossa protagonista. Além disso, o livro fala muito sobre a importância da família, sobre aparências, sobre o poder que o dinheiro e o status dá pra uma pessoa, e o mais importante, sobre o que somos capazes de fazer para quem amamos.
       Enfim, Como se Casar com um Marquês é um livro maravilhoso, envolvente, divertido e com lindas demonstrações de amor! Recomendo o livro de olhos fechados para os leitores de romance de época e também para aqueles leitores que estão em busca de uma leitura divertida e, ao mesmo tempo, romântica.



    10 comentários :

    1. Adorei sua resenha! Até me deu vontade de conhecer a obra, e eu nunca li (e nunca me interessei) por romance de época. Mas me parece que o livro tem tudo o que preciso agora: uma leitura leve e divertida. O meu maior problema com romances de época é meu medo de encontrar mocinhas muito submissas, porque sempre que encontro alguma personagem assim fico receosa com ela e a leitura se torna chata. Mas vou procurar dar uma chance a Julia Quinn!

      ResponderExcluir
    2. Oiiii,

      Eu nunca tinha lido nada sobre esse livro, mas sempre ouço maravilhas sobre a autora, já estou super curiosa pra poder conferir as técnicas que a mocinha vai utilizar pra conquistar o marquês rs. Adorei a resenha e já anotei a dica.

      Beijinhos,
      http://www.paraisoliterario.com

      ResponderExcluir
    3. Oi Diane, tudo bem? Os gosto muito dos dois livros dessa duologia e que bacana vc ter achado os personagens mais complexos, a Julia Quinn é sempre um arraso e gsto muito das aparições da Lady D!

      Bjs, Mi

      O que tem na nossa estante

      ResponderExcluir
    4. Estou com muita vontade de começar a ler essa série, mas tenho receio de ela ser grande como os Bridgertons,gosto muito da escrita da Júlia, é leve e romântica.

      ResponderExcluir
    5. Oi, Diane

      Eu me decepcionei um bocadinho com Como Agarrar uma Herdeira, mas se tem uma coisa que eu amei no primeiro livro foi James, então estou super ansiosa pra fazer essa leitura.
      Adoro quando os personagens tem um passado mais dark, acho que deixa tudo mais interessante e faz com que eu torça pada a felicidade deles ainda mais!

      Beijos
      - Tami
      http://www.meuepilogo.com

      ResponderExcluir
    6. Olá Di, tudo bem?
      Ainda não li essa duologia, mas quero muito, pois mamãe leu e amou de todo coração. Fiquei muito feliz por saber que você gostou e fiquei intrigada para saber quais temas mais tensos foram esses que a autora mesclou a obra.
      Dica anotada!
      Beijos,
      http://www.umoceanodehistorias.com/

      ResponderExcluir
    7. Olá, tudo bem?
      Eu adoro a escrita da Julia Quinn, além de fácil, ela flui muito rápido. Não conhecia a duologia, mas pode ter certeza de que vai ser mais uma que acrescentarei na minha lista.

      Beijos
      http://livro-apaixonado.blogspot.com.br/

      ResponderExcluir
    8. Wow, eu li o primeiro e vi a resenha aqui, concordei com tudo!!! Adorei o livro, mas agora lendo essa resenha do segundo descobri que precisooo ler pra ontem, sério o que consquistou mesmo foi quando disse que tem lindas provas de amor, por favor quero^^ obrigada pela resenha

      ResponderExcluir
    9. Estou lendo Os Bridgertosn da Julia Quinn e estou tão envolvida que é claro que vou correr pra esta série assim que terminar a primeira. Julia Quinn é muito diva pra escrever né?
      MEU AMOR PELOS LIVROS
      Beijos

      ResponderExcluir
    10. Oi!
      Eu só li dois livros da Julia até hoje, mas fiquei completamente encantada com a premissa dessa série, parece ser bem diferente dos que li.
      Fora que é uma ocnfusão danada né, quero ver como o mocinho vai se safar dessa rarara

      ResponderExcluir