• Home
  • |
  • Sobre Mim
  • |
  • Resenhas
  • |
  • Promoções
  • |
  • Parceiros
  • |
  • Contato
  • Resenha # 107 : Fortaleza Impossível



    Título: “Fortaleza Impossível”
    Autor: Jason Rekulak
    Páginas: 272
    Editora: Arqueiro
    Ano: 2017


       Uma das grandes vantagens do universo literário é que podemos viajar por outras épocas que não tivemos a oportunidade de conhecer, e esse fato foi o que mais me motivou a solicitar Fortaleza Impossível, pois, o livro se passa nos anos 80, uma época não tão distante, mas, que possui muitas diferenças dos dias atuais, a começar pela internet que nesse período crescia de forma tímida e era uma raridade encontrar computadores nas residências.
        O livro se passa em 1987 e traz a história de Billy Marvin, um garoto  de 14 anos que mora numa pequena cidade em Nova Jersey e definitivamente é um nerd feliz. Ele e seus amigos inseparáveis, Alf e Clark, passam as noites se empanturrando de biscoitos e milk-shakes diante da TV, assistindo a filmes e conversando sobre música, cinema, seriados e games. Com a mãe trabalhando no horário noturno e a casa para si, Billy vara a madrugada fazendo aquilo que mais ama: programando videogames em seu computador.
       A rotina desse trio segue tranquilamente até que a Playboy publica as fotos escandalosas de Vanna White, a famosa apresentadora de TV por quem os garotos são fascinados. Como ainda não são maiores de idade pra comprar a revista, eles planejam um ousado e perigoso assalto para roubá-la. E é aí que Billy conhece a brilhante, enigmática e também nerd Mary Zelinsky, e tudo começa a mudar...
       Fortaleza Impossível é narrado em primeira pessoa pelo protagonista Billy e, desta forma, acompanhamos bem de perto todas as incertezas que o garoto carrega consigo. A narrativa é encantadora, fluída, envolvente e, mesmo não entendendo muito sobre os assuntos tratados, terminei a leitura super rápido e achei tudo muito delicioso e  agradável! O livro possui muitas menções sobre músicas, filmes e termos sobre programação e computação, o que achei muito interessante e me fez sentir como se já tivesse vivido nessa época. Achei interessantíssimo também o fato de toda a história se passar numa época próxima a nossa, mas, distante o suficiente para não existir smarthphones, redes sociais e coisas do tipo. Hoje em dia somos tão dependentes dessas ferramentas que achei curioso o fato dos personagens não terem acesso a nada disso, sem dúvida, foi muito divertido adentrar num mundo sem essas modernidades dos dias atuais.
       Os personagens são bastante carismáticos, achei que teria uma dificuldade em me envolver com eles devido a sua pouca idade, mas, estava completamente equivocada, o autor os construiu tão bem que já nas primeiras páginas queria me tornar amiga deles. Billy é um garoto bem legal que sonha se tornar um programador de games e quando ele conhece Mary ele sente aquela fagulha lhe mostrando que está bem perto de realizar seu sonho. Porém, na minha opinião, o grande destaque do livro é Mary, ela é uma garota doce, surpreendente, interessante e é simplesmente impossível não torcer por ela. Mary é uma personagem que conquista com sua história de vida e, sem dúvida, ela foi a melhor parte do livro, inclusive, em alguns momentos desejei que o livro tivesse também o seu ponto de vista para que o leitor pudesse conhecer melhor seus sentimentos.    
       Apesar de trazer muito conteúdo geek, Fortaleza Impossível não é só sobre isso, no livro encontramos uma história repleta de demonstrações de amizade, lealdade, amor e muito amadurecimento também. Gostei bastante de acompanhar a evolução dos personagens ao longo da trama e o autor inseriu uma surpresa no final do livro que me pegou totalmente desprevenida e me fez entender mais a família Zelinsky. 
       Enfim, Fortaleza Impossível é um livro adorável sobre os anos 80! Me apaixonei, me diverti, me emocionei e, agora, guardo esse livro num cantinho especial no meu coração. Super recomendo a leitura pra vocês!!!



    8 comentários :

    1. Oiii
      Parece que os anos oitenta estão voltando com tudo mesmo né? haha
      eu ganhei esse livro no evento de livreiros que teve da Arqueiro mas ainda não li.
      O gênero de modo geral não é algo que me chame a atenção e eu tô beem atolada de leituras aqui... Então acho que vou acabar passando ele pra frente mesmo...

      www.ooutroladodaraposa.com.br

      ResponderExcluir
    2. Oi Diane!
      Sabe que eu simpatizei com a premissa? Também gostei bastante da ambientado na década de 80.
      Beijos,
      Alem da Contracapa

      Não deixe de participar da Promoção de Aniversário do blog, serão 23 prêmios para 12 vencedores.

      ResponderExcluir
    3. Oi!
      Li esse livro recentemente e achei muito fofo! Leve na medida certa e muito nostálgico. Não vivi os anos 80, mas as aventuras dessas crianças, lembram os meus tempos. rsrs...
      Beijão!
      http://www.lagarota.com.br/
      http://www.asmeninasqueleemlivros.com/

      ResponderExcluir
    4. Oie!

      Nossa eu jurava que se tratava de um suspense se fosse até ia colocar na minha lista de desejados, mas infelizmente o tema abordado na obra não faz minha cabeça e por isso passo a dica, mas amei a capa é muito linda *--*

      Bjss

      ResponderExcluir
    5. Que livro lindo. Adoro esses temas fofos. Deve ser mto gostoso voltar ao tempo e conhecer um pouco daquilo em que a gente não viveu.

      Gostei mto da capa desse livro. E adorei a sua resenha.
      Beijos

      ResponderExcluir
    6. Oi!
      Eu estou bem curiosa para ler esse livro, não vivi a época de 80, mas com certeza adoro muitas coisas de tal epoca, como os games classicos <3
      Pelo jeito essa leitura é muito boa e trás uma nostalgia incrível, além de ter temas como amizade e companheirismo que são muito importantes e belos

      ResponderExcluir
    7. Oi Diane! Tudo bem?
      Não vivi tanto os anos oitenta, pois nasci bem no finzinho, porém, vi muita coisa dessa época e posso te dizer que adoro esse tempo!
      Eu só fico imaginando a quantia de peripécias que esses gurus fizeram para conseguir essa revista, kkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkk.
      Abraços e beijos da Lady Trotsky...
      http://rillismo.blogspot.com

      ResponderExcluir
    8. Já quero <3 parece ser um livro muito fofo e creio que isso de ser uma história ausente de tecnologias como as de hoje seja bem curioso, mesmo. Parabéns pela resenha.

      ResponderExcluir