• Home
  • |
  • Sobre Mim
  • |
  • Resenhas
  • |
  • Promoções
  • |
  • Parceiros
  • |
  • Contato
  • Resenha # 81 : O Primeiro Dia do Resto da Nossa Vida


    Título: "O Primeiro Dia do Resto da Nossa Vida"
    Autor: Kate Eberlen
    Páginas: 432
    Editora: Arqueiro
    Ano: 2016
    Adicione no Skoob


       A primeira coisa que me chamou a atenção em O Primeiro Dia do Resto de Nossa Vida foi a sinopse que me lembrou muito a história de Um Dia do David Nicholls, e como esse é um dos meus livros favoritos, decidi me embarcar na história de Kate Eberlen. Porém, nunca poderia imaginar que a história fosse me agradar tanto! Já fazia muito tempo que uma leitura não me deixava tão leve, e por isso, o livro acabou entrando para os favoritos.
       O livro traz a história de Tess e Gus, um casal que foram feitos um para o outro... Só que eles não se conhecem ainda. Tess e Gus tem dezoito anos e o caminho dos dois se cruzam casualmente por um dia, durante as férias na Itália. Tess sonha em ir para a universidade, mas, ao retornar da Itália descobre que sua mãe esta doente novamente e isso causa um grande impacto nos seus planos. Gus, mal pode esperar para fugir do controle da família e descobrir sozinho o que realmente quer ser, porém, ao retornar de viagem parte rumo a faculdade de medicina, apesar de não ser o que ele verdadeiramente deseja, apenas o faz para agradar os pais.
       Ao longo dos dezesseis anos seguintes, os caminhos de Tess e Gus voltam a se cruzar por inúmeras vezes, mas sem que os dois realmente se encontrem, traçando rumos diferentes, cada um vai descobrir os prazeres da juventude, enfrentar problemas familiares e encarar as dificuldades da vida adulta. Separados pela distância e pelo destino, tudo indica que é impossível que um dia eles se conheçam de verdade... ou será que não?
       O Primeiro Dia do Resto de Nossa Vida é narrado em primeira pessoa por Tess e Gus e isso permite que o leitor se envolva ainda mais na história de cada um. Tess e Gus foram de fato feitos um para o outro, eles se completam em todos os aspectos e você passa o livro inteiro torcendo para que eles finalmente se encontrem. A narrativa é  gostosa, fluída e envolvente, o livro é repleto de diálogos dramáticos e ao mesmo tempo bem humorados. Kate Eberlen consegue prender o leitor na história de uma maneira viciante, de modo que você vai devorando o livro sem perceber o tempo passar na expectativa se eles vão se encontrar ou não.
        De longe o que mais me agradou no livro foi que muito além de uma obra de ficção, Kate Eberlen criou uma história bem realista. Tenho certeza que muitos jovens e adultos poderá se identificar com os protagonistas, principalmente, em relação aos medos e anseios que permeiam ás inúmeras tomadas de decisões que são impostas ao longo da vida. Não quero soltar nenhum spoiler por aqui, mas, Tess e Gus passam por muitas situações que normalmente qualquer um de nós poderia estar passando nesse exato momento, e esse toque em especial dá uma sensação muito boa na história, onde parece que estamos lendo uma história real e que por mais que se trate de uma ficção, a história poderia muito bem ser a sua ou a minha.
         Outro fato que muito me agradou foi o romance avassalador que permeia a obra, e embora eles ainda não se conheçam, percebemos que eles se completam e dariam muito bem juntos. E, por mais que pareça bobo, a obra nos faz pensar se existe mesmo uma pessoa no mundo que se encaixe perfeitamente com você, a sua alma gêmea ou se há alguns desses casais espalhados por aí e pode ser que você dê sorte de encontrar.
       Enfim, O Primeiro Dia do Resto de Nossa Vida é uma leitura maravilhosa, que nos faz refletir sobre as nossas decisões e suas conseqüências, além, é claro, de uma história incrível que extrai um misto de sentimentos de seus leitores. É um leitura que realmente vale a pena e recomendo a qualquer pessoa!


    14 comentários :

    1. O título do livor já chama bastante a a tenção, mas uma coisa que você pontuou na resenha é que fez minha curiosidade aumentar: a questão da realidade da narrativa e de isso fazer com que nos identifiquemos com o enredo. Quero muito ler!
      MEU AMOR PELOS LIVROS
      Beijos

      ResponderExcluir
    2. Olá Diane,

      Bom saber que a história é bem realista, livros que causam identificação sempre são bem legais. O titulo também é bem reflexivo, mas não me atraiu muito para leitura.

      Beijos e obrigada pela resenha
      http://floraliteraria.blogspot.com.br/

      ResponderExcluir
    3. Oi, Diana!
      Li esse livro ano passado e gostei bastante, apesar da leitura lenta.
      Apesar de Tess e Gus se encontram por acaso várias vezes durante o livro, o livro não é sobre o romance de Tess e Gus, e sim sobre as complicações que a vida coloca a nossa frente. Os dois vão passando por provações ao logo de dezesseis anos, até se libertarem dos que os mantinham presos a uma vida que não os deixavam felizes e assim puderam se encontrar de verdade. Fiquei muito feliz com o final dos dois. <3
      Espero que para cada pessoa exista sim um amor a ser encontrado. <3
      Beijão!
      http://www.lagarota.com.br/
      http://www.asmeninasqueleemlivros.com/

      ResponderExcluir
    4. Oii!
      Achei o titulo bem forte,mas confesso que quando você falou que o enredo lembra um dia,me desanimei um pouco,porque pra mim foi uma leitura dificil,mas que acabei gostando no final,imagino que deva ser uma leitura ótima apesar dos desencontros,particulamente isso acaba me causando uma falta de paciência com o livro,mas pela sua resenha percebe-se o quando você gostou dele!

      ResponderExcluir
    5. Oi, tudo bem?
      Acredito que eu iria gostar muito desse livro, pois como os personagens foram feitos um para o outro e eu acredito mesmo que cada pessoa nesse mundo está destinada para alguém, com certeza passaria a história toda torcendo para eles se encontrarem e vivenciar juntos um grande romance. Achei legal saber que os personagens são bem realistas e que os dramas por quais passam podem fazer parte de qualquer pessoa em nosso cotidiano. Espero conseguir ler essa obra o mais breve possível, adorei a sua resenha.

      Beijos! ♥

      ResponderExcluir
    6. A primeira coisa que me chamou a atenção foi, sem dúvidas, a capa. Amo capas assim, desenhadinhas, e o mais importante: Quando não tem nenhuma foto, eu posso imaginar o personagem do meu jeitinho ♥ Amo histórias leves assim, parece ser muito gostosa e envolvente. Já entrou pra minha lista do amazon! ♥

      ResponderExcluir
    7. Olá Di!
      Estou louca para ler esse livro desde o lançamento, mas a oportunidade não chegou ainda rs.
      Gostei de conhecer suas impressões e fiquei muito contente que a leitura tenha te agradado e que a autora tenha posto toques realistas nessa trama. é bacana ficar perceptível para o leitor que os personagens ficariam ótimos juntos. Espero compreender como a autora trabalha isso quando ler.
      Beijos ♥

      ResponderExcluir
    8. Ooooii, tudo bom? Ainda não conhecia essa obra, e de cara já me pareceu aquelas leituras que você não desgruda. Embora não goste de romances, não me empolgo sobre essa leitura. Parabéns pelo texto.

      ResponderExcluir
    9. Oie! Tudo bem?

      Infelizmente esse livro desde o seu lançamento não me chamou a atenção e olha que ja li algumas resenhas positivas sobre ele e minha opinião continua igual! Mas fico feliz que tenha gostado da leitura, quem sabe um dia eu de uma chance para ele!

      Bjss

      ResponderExcluir
    10. Olá!
      Desde que fiquei sabendo do lançamento desse livro, fiquei bem interessada porque esse encontro dos dois parece ser que vai ser avassalador e quanto mais acompanhamos, mais desejamos por ele. Esses toques realistas também me chamam muito a atenção, espero poder ler em breve!
      Beijos.

      ResponderExcluir
    11. Parece ser um livro gostoso de ler!
      A capa dele é muito bonitinha, e o título interessante, com certeza eu pegaria ele de uma prateleira na livraria.
      Vou adicionar ele à minha lista.

      Bjs

      Pipoca com Café

      ResponderExcluir
    12. Olá, tudo bem?
      Eu li esse livro faz algum tempo e gostei muito dele também e minhas impressões foram bem parecidas com as suas. Realmente a autora nos traz personagens e situações bem realistas que farão muitos leitores se identificarem e essa história nos faz pensar sobre essa coisa de "alma gêmea" mesmo.

      Beijos :*

      ResponderExcluir
    13. Oiee!!
      Nossaaa, amei esse livro, e concordo com tudo o que você disse na sua resenha.
      Quando eu o resenhei, fiz essa consideração também, do quanto essa é uma história realista, que nos faz acreditar no amor de verdade, aquele cotidiano e não idealizado.
      Parabéns pela resenha!
      Um beijo

      www.asmeninasqueleemlivros.com

      ResponderExcluir
    14. Olá, vi esse livro na Bienal do Ceará e fiquei até um pouco tentado a comprar, já que sempre vejo resenhas muito positivas do mesmo. Gostei de saber que apesar de ser um ficção, a autora conseguiu deixar um tom realista ao enredo, aproximando o leitor de seus personagens. Acredito que isso em parte se deva a história ser narrada em primeira pessoa.

      ResponderExcluir