• Home
  • |
  • Sobre Mim
  • |
  • Resenhas
  • |
  • Promoções
  • |
  • Parceiros
  • |
  • Contato
  • Resenha # 50 : Cartas de Amor aos Mortos



    Título: "Carta de Amor aos Mortos"
    Autor: Ava Dellaira
    Páginas: 344
    Editora: Seguinte
    Ano: 2014


        Sempre tive uma certa curiosidade á respeito de Cartas de Amor aos Mortos, primeiro, porque o título é bastante atrativo, logo, sempre fiquei me perguntando do que se tratava essas tais cartas, segundo, porque recebi muitas indicações de leitores amigos e terceiro, porque sempre tive uma quedinha por esta capa que, na minha opinião, está sensacional! Então, diante de tantos argumentos não tive outa saída á não ser comprar meu exemplar e iniciar imediatamente a leitura.
       O livro traz a história de Laurel, uma jovem que acaba de entrar para o ensino médio. Além de ter que enfrentar todos os dilemas que naturalmente cercam essa época, ela ainda tem que se lidar com a perda de sua irmã May, que faleceu á pouco mais de um ano. May era a referência para Laurel que sempre viveu á sombra da irmã mais velha, e obviamente, ele não consegue suportar a sua ausência.
        Após a morte da irmã, Laurel decide mudar de escola para que não precisasse encarar os amigos e possíveis questionamentos. Como se tudo isso não bastasse, nossa protagonista tem ainda que se lidar com as consequências da separação de seus pais. Depois de ingressar numa nova escola, Laurel passa há morar uma semana com o pai e uma semana com a sua tia Amy.

       Se sentindo solitária  e com uma família desestruturada, Laurel começa a escrever cartas para seus ídolos já falecidos através de uma proposta de sua professora de inglês. Como uma pessoa tímida que não possui nenhum amigo na nova escola, Laurel acaba se refugiando nessas várias cartas, que como um diário, narram seu dia a dia e revelam seus pensamentos sobre os mais diversos assuntos. Desse modo, conhecemos o pesar, luto e a saudade que permeiam os pensamentos da jovem, e como ela, aos poucos e a sua maneira, vai se abrindo para revelar seus sentimentos.
       O livro é narrado por Lauren, onde cada capítulo é como uma carta escrita para uma diferente personalidade famosa, desse modo, além de ficarmos por dentro dos pensamentos e sentimentos de Laurel, conhecemos também um pouco sobre a vida de ídolos como Kurt Cobain, River Phoenix, Amy Whinehouse, entre outros. Carta de Amor aos Mortos, funciona como se fosse um diário, já que dá detalhes da rotina e dos acontecimentos da vida da protagonista, ao mesmo tempo que serve como um desabafo para ela.
      O que mais gostei no livro foram os personagens muito bem construídos, e o melhor, cheio de defeitos, qualidades e problemas, o que facilita a aproximação e identificação do leitor. Laurel, é cheia de nuances e mostra aos poucos sua personalidade, e May, a irmã mais velha a quem ela glorifica, mas, que conseguimos notar pelos flashbacks que não era tão perfeita assim.
       Enfim, Carta de Amor aos Mortos, é um livro dramático, mas, que consegue ser extremamente profundo. Com uma narrativa encantadora, é um livro que consegue demonstrar de maneira perfeita e sincera o amor, e a dor que quase sempre vem junto á ele.
       Se recomendo a leitura? Claro que sim!



    35 comentários :

    1. Olá, tudo bem? Tenho muita vontade de ler esse livro, mas sempre acabo lendo outros e deixando ele de lado. Adorei sua resenha e vou tentar ler ele em breve!

      Beijos,
      Duas Livreiras

      ResponderExcluir
    2. Oi,
      Gostei muito da sua resenha sobre o livro Cartas de Amor aos Mortos. Ainda não tinha lido nada sobre ele e confesso que sua resenha me deixou muito curiosa para lê-lo. River Phoenix era o meu ator favorito, quando ele morreu eu estava com 19 anos e me lembro que sofri muito. Acho que vou gostar do livro.
      Abrçs.

      Leia: The Destiny of a Lady

      ResponderExcluir
    3. Olá Diane, adorei a sua resenha (confesso que não dava nada por esse livro, mas lendo a sua resenha fiquei muito interessado na trama).
      Achei muito legal a ideia da autora em criar uma personagem com personalidade, pois é difícil encontrar em romances com esse tipo de carga dramática envolvida. Gostei também da menção a grandes artistas famosos falecidos durante o enredo.

      Abraço,
      Luan - Carpe Diem Literário
      http://carpediemliterariobr.blogspot.com.br/

      ResponderExcluir
    4. Olá
      Adorei sua resenha. Eu também já li esse livro e para mim foi uma excelente leitura. A autora fez um ótimo desenvolvimento com a personagem central e é mesmo muito legal conhecer um pouco sobre a vida dos ídolos. É muito bom acompanhar as cartas, além de ser uma leitura bem rápida.

      beijos, Fer
      http://www.segredosemlivros.com/

      ResponderExcluir
    5. Olá,
      vejo muita gente falando sobre este livro. Lembrei inclusive, que o comprei em ebook e ainda não li. Parece interessante a proposta , inclusive sobre a questão dos ídolos.
      A parte de saber que ela tem personalidade me deixou mais interessada.
      Beijos
      www.estilogisele.com.br

      ResponderExcluir
    6. Oi, não tive a mesma experiência que você ao ler o livro. Achei muito cansativo e as cartas que ela escreve, me cansaram ao extremo. O mote central do livro é interessante, mas senti que a autora queria mais promover seus ídolos, do que de fato, contar uma história.
      MEU AMOR PELOS LIVROS
      Beijos

      ResponderExcluir
    7. Parece ser bem legal, vou procurar para ler.
      Beijos

      ResponderExcluir
    8. Oi, Di!
      Eu consegui esse livro numa troca no skoob e fiquei super feliz. Logo vou começar a ler.
      Beijos
      Balaio de Babados
      Participe da promoção de aniversário do blog Crônica sem Eira

      ResponderExcluir
    9. Oi
      Esse foi um dos livros mais melancólicos e lindos que li. Realmente é uma narrativa dramática, mas nãop há como não se apegar a Laurel. Como faz um tempinho que havia lido, foi bom ver sua resenha e relembrar de detalhes importantes.
      Adorei suas impressões.
      Beijinhos
      Rizia - Livroterapias

      ResponderExcluir
    10. OI
      Eu ainda não consegui ler este livro, e mesmo sempre vendo comentários não muito positivos a respeito dele, meu interesse prevalece.
      Gosto de drama e narrativas intensas. E pelo que li aqui, o enredo parece ter estas características, mesmo. Gostei bastante. E como recomenda, lerei!

      Beijinhos...
      http://estantedalullys.blogspot.com.br/

      ResponderExcluir
    11. Olá!
      Não tinha ainda ouvido falar desse livro, mas realmente, a capa é muito linda e o título me chamou bastante a atenção. Eu gostei dos capítulos serem divididos em cartas, é como se estivéssemos lendo o diário dela.
      Beijos.
      http://arsenaldeideiasblog.wordpress.com/

      ResponderExcluir
    12. Oiii!

      Eu não consegui ler esse livro ainda acredita?
      Tinha ficado com muita vontade de ler, mas com o tempo foi passando até que eu esqueci hahahah.
      Acho que é um livro bonito e ok e mais legal é que é uma obra sensivel, que podemos nos identificar com a obra.
      A resenha ficou bem escrita e ressaltou minha vontade de ler.

      Beijinhos

      ResponderExcluir
    13. eu acho a capa desse livro tão linda, infelizmente nunca tive chance de ler desde que foi lançado... o que mais me atraiu na premissa foi o fato da protagonista escrever cartas para artistas que eu mesma admiro... espero gostar da leitura... ^^
      bjs...

      ResponderExcluir
    14. Olá!
      Eu sempre vi bons comentários sobre esse livro, mas nunca soube realmente qual era a premissa dele.
      Achei bem interessante isso dela escrever cartas aos ídolos falecidos, principalmente porque na sua resenha você citou alguns que eu amo!
      Fiquei feliz com o fato da história ter personagens muito bem construídos, isso me deixa ainda mais empolgada com a leitura.
      Ainda que eu fuja um pouco de leituras dramáticas, pretendo ler esse livro assim que puder.
      Ótima resenha!
      Beijos!

      ResponderExcluir
    15. Olá, tudo bom?

      Adorei sua resenha! Ainda não li o livro, mas estou bem curiosa pelos mesmos motivos que você, rs. Recebi diversas recomendações e li inúmeras resenhas, aumentando ainda mais a minha curiosidade. Acho tão bom quando os escritores usam cartas como suas escolhas para narrar uma história, pois crio um vínculo maior com os personagens, como se fossemos melhores amigos e aquelas cartas foram escritas para mim.

      Enfim, estou bem ansiosa para ler o livro. Obrigada pela dica ;)

      Beijos.

      http://instantesmemoraveis.blogspot.com.br/

      ResponderExcluir
    16. Oi, Di

      Eu nunca senti muito interesse em ler esse livro. Sempre leio resenhas maravilhosas, como a sua, mas não me identifico, sabe? Não curtia Kurt Cobain e Amy Whinehouse quando eles eram vivos, então seria uma situação indiferente pra mim, por exemplo. Fiquei com pena da Laurel, ela passa por muita coisa, tadinha, mas infelizmente eu passo a leitura.

      Beijos :* :* :*

      ResponderExcluir
    17. Olá!
      Já li muitos comentários positivos sobre esse livro e tenho muita curiosidade de ler! Parabéns pela resenha, ficou ótima!
      Bj

      ResponderExcluir
    18. Oie!
      Eu ainda não li esse livro e estou curiosa com a história. Fico a imaginar a emoção que cada uma dessas cartas irá transmitir, pois normalmente através da escrita é que confidenciamos os nossos sentimentos. Um livro bem emocionante, quero ler.
      Bjks!
      Histórias sem Fim

      ResponderExcluir
    19. Olá, tudo bem? Eu li esse livro assim que foi lançado, em 2014, e amei demais a leitura! O que me fez ler foram as cartas endereçadas à Amy Winehouse, pois sou fã, mas me peguei totalmente apaixonada por todo o livro. Tua resenha ficou ótima, e que bom saber que gostou da obra! Recentemente fiquei sabendo que a autora vem fazer uma sessão de autógrafos aqui em PE e fiquei com vontade de reler! ;D
      Beijos

      ResponderExcluir
    20. Oiee ^^
      Aah, eu amo esse livro ♥ Foi uma das leituras mais profundas e envolventes que eu já fiz, e eu adorei as cartas que a Laurel escrevia, e adorei mais ainda conhecê-la, e aos outros personagens. Eu também recomendo muuito o livro, vale muito a pena... Sem contar que a capa é linda, né?
      MilkMilks ♥

      ResponderExcluir
    21. Oi, Diane!
      Tudo bom?
      Quero dizer que adorei o novo layout, viu. Está lindo!
      Sobre o livro também quero muito. Adoro histórias assim narradas através de cartas, me emocionam muito. Quero e vou ler.

      Bjux.
      Diego, Blog Vida & Letras
      www.blogvidaeletras.blogspot.com
      Instagram: @vidaeletras (tem SORTEIO do livro "OS BOns Segredos", da Sarah Dessen).


      ResponderExcluir
    22. Olá!! :)

      Ja tinha ouvido falar mas nunca li e depois desta resenha pretendo faze-lo! :)

      Dramatico e profundo, e o tipo de livro que pretendo ler em breve! :) Amor e dor, por cartas narradas e personalidades... Parece-me bem! :) E se conseguimos aprender um pouco sobre elas e bom, ate porque nao percebo nada do assunto! :) ahah

      Boas leituras!! ;)
      no-conforto-dos-livros.webnode.com

      ResponderExcluir
    23. Olá! Tudo bem? Uma leitura dramática talvez seja o que eu esteja precisando para as próximas semanas. O livro parece bem diferente do que os que leio normalmente e conhecer uma personagem que está passando pelo luto deve ser algo tocante. Parabéns pela resenha. Beijos.

      ResponderExcluir
    24. Oi, Diane!
      Lembro que quando comprei esse livro esperava outra coisa a respeito das cartas, não imaginava que elas seriam uma espécie de diário. Mas as coisas que me incomodaram no início da leitura fizeram sentido depois de ler o livro todo.

      Beijos, Entre Aspas

      ResponderExcluir
    25. Olá Diane,
      Ainda não li o livro, mas sempre vi muitos elogios para a obra.
      Gostei muito de conhecer a composição do livro e acho que vou apreciar muito essa espécie de diário. É muito bonito ver como um protagonista ama outro através de suas palavras. Estou bem curiosa em alguns pontos, então, anotei a dica.
      Beijos,
      Um Oceano de Histórias

      ResponderExcluir
    26. Eu gostei do livro, me envolvi e sofri com os personagens, não gostei muito da personalidade da Laurel, mas deixei passar... Fiquei bem animada para descobrir o que fez com que May de matasse, acho que é um livro sobre superação, que mostra como é difícil perder alguém e pior ainda se sentir culpado pela morte da pessoa

      ResponderExcluir
    27. Olá Diane!
      Já tem bastante tempo que esse livro lançou, mas infelizmente não tive curiosidade em lê-lo, mesmo lendo tantos comentários maravilhosos a respeito. Saber que o livro tem personagens bem construídos, que é dramático e profundo ao mesmo tempo são elementos que gosto de encontrar nos livros que leio, mas ainda assim vou deixar para um outro momento, quem sabe algum dia eu leia.
      Beijos.

      ResponderExcluir
    28. Hi baby, tudo bem? não conhecia esse livro mas assim como você fui logo atraída pelo titulo, achei muito interessante, sua resenha (ótima por sinal) me deixou mais instigada ainda em ler, no começo achava que seria mais uma dessas historias tristes e clichês mas o fato dela escrever cartas para artistas mortos deu um toque especial na trama, se fosse o meu caso eu escreveria um rolo pro Michael Jackson, pro Roberto bolanos e pro Elvis <3

      Lilian Valentim
      http://speakcinema.blogspot.com.br/
      beijinhos

      ResponderExcluir
    29. Oii
      Vou ser sincera, nunca gostei de livros dramaticos, alguns poucos eu acabo lendo sem saber inicialmente, mas em geral eu só gosto de dramas em forma de series japonesas os doramas rs, mas enfim, a proposta do livro e bem original e isso já ganha alguns pontos, e é sempre bom para a identificação os personagens que são cheios de defeitos rs mesmo que outras pessoas os achem perfeitos...
      Beijocas...
      https://westfalllivros.blogspot.com

      ResponderExcluir
    30. Oi, tudo bem?
      Eu também tenho curiosidade com esse livro por conta do título, ele é bem curioso e li varias resenhas falando bem, assim como a sua, entao estou bem animada com a leitura, mas não sei quando a farei :(

      Beijos :*

      ResponderExcluir
    31. Oi Diane, tudo bem?
      Eu morro de vontade de ler esse livro, o título é muito intuitivo mesmo e curioso. Fico feliz em ver que você gostou do livro e que recomenda, eu irei tentar ler ele esse ano ainda para ver o que irei achar. Mas gostei muito de saber que você indica e que tem uma leitura agradável e nele conhecemos mais de algumas figuras importantes!

      Beijos

      http://www.oteoremadaleitura.com/

      ResponderExcluir
    32. Oi,
      eu sempre tive muita vontade de ler esse livro, a capa é mesmo linda e um monte de gente amou. Eu gosto de livros dramáticos e fiquei muito curiosa para saber como Laurel enfrentou essa barra. Além disso, tenho uma quedinha por livros que contém cartas. Tenho certeza que gostarei desse.
      Ótima resenha, beijos!

      ResponderExcluir
    33. Ola Dai desde o lançamento do livro que quero ler, gosto muita premissa, e cada pessoa lida de uma maneira com suas perdas, o fato da protagonista escrever cartas a famosos também é outro ponto de destaque. Fico feliz em saber que a leitura fluiu muito bem com você. beijos

      Joyce
      www.livrosencantos.com

      ResponderExcluir
    34. Olá!
      Já vi várias resenhas sobre esse livro, mas nenhuma conseguiu me motivar a ler. Acho que se a personagem escrevesse cartas para algum parente até entenderia, mas para pessoas famosas não colou na minha opinião. Achei a história meio confusa. Por isso não leria o livro.
      Sua resenha está muito boa.
      Beijinhos!

      ResponderExcluir
    35. PREZADA AMIGA, VOU LER O LIVRO , ESTOU PROCURANDO, TAMBÉM FICO TRISTE QUANDO LEMBRO-ME DESTE ATOR PROMISSOR E AO MESMO TEMPO TALENTOSO E COM VALORES MUITO ALÉM DA IDADE QUE TINHA, ONTEM 31 DE OUTUBRO de 2016 COMPLETARAM-SE 23 ANOS DO SEU FALECIMENTO. ELE MORREU COM ESTA IDADE EM 1993, NUMA HISTÓRIA CONTURBADA E AO MEU VER, MUITO MAL ESCLARECIDA PELA SUA NAMORADA. PORÉM ERA A DÉCADA DE 90 NÃO HAVIAM OS RECURSOS QUE HOJE EXISTEM E O PRINCIPAL NÃO FOCOU-SE EM QUEM VERDADEIRAMENTE VENDEU E A BOATE ERA DE UMA TAMBÉM JOVEM REVELAÇÃO, JOHNNY DEEP, PORTANTO ACHO MUITO EMBLEMÁTICO O QUE ACONTECEU, NESTA ÉPOCA ERA UM POUCO MAIS NOVO MAIS SEMPRE GOSTEI DE FILMES DE DRAMA COMO SPOTLIGHTS, GHOST E ROCHEDO DE GIBRALTAR E O ENTARDECER DE UMA ESTRELA, PORTANTO INFELIZMENTE FICA A MEMÓRIA E OS BONS TRABALHOS DE ALGUÉM QUE ATÉ AQUI , EM NOSSA AMÉRICA DO SUL PRECISAMENTE LÁ PELO DISTANTE ANO DE 1992(ECO-92) E DEMAIS FOTOS QUE SUA MÃE, OUTRA IRMA E O PRÓPRIO RIVER APARECEREM AQUI NO BRASIL. ELE SERÁ SEMPRE INESQUECÍVEL. caso queira contato por e-mail , pode mandar a mensagem gabrielalves10@oi.com.br

      ResponderExcluir