• Home
  • |
  • Sobre Mim
  • |
  • Resenhas
  • |
  • Promoções
  • |
  • Parceiros
  • |
  • Contato
  • O Racismo na Literatura e na Vida Real

    Oi, gente. Tudo bem com vocês?
    Os últimos dias foram marcados pelos protestos que ocorreram nos EUA pela morte de George Floyd, homem negro que morreu asfixiado por um policial branco. Os protestos se espalharam por todo o país e causaram comoção mundial. Até quando situações como essa continuarão acontecendo? Pensando nisso, resolvi listar alguns livros que trazem personagens negros e que exploram questões como racismo, discriminação e situações parecidas que, infelizmente, ainda são comuns em nossa sociedade.

    O ÓDIO QUE VOCÊ SEMEIA - Angie Thomas
    O Ódio que Você Semeia é um livro que fala de forma aberta sobre todas as dificuldades que os negros enfrentam. A história se inicia quando a protagonista Starr presencia seu melhor amigo Khalil, ser morto por um policial branco. Khalil era negro, inocente, estava desarmado, não ameaçava a segurança de ninguém. Quando a morte de Khalil é manchete em todos os jornais, alguns o chamam de bandido, outros de traficante, e que fazia parte de uma gangue. O julgamento ainda não ocorreu, mas não há quem não julgue - no bairro, na escola, na TV. Protestos começam a tomar as ruas. Traficante? Negro. Bandido? Mas ele estava desarmado! O Ódio que Você Semeia é uma obra que veio para ensinar a população a respeitar as pessoas, independente de sua cor, classe social ou credo. Angie Thomas foi corajosa o suficiente pra criar uma história com temas bem pesados como drogas, gangues, racismo e tudo isso numa linguagem clara e direta. Ao meu ver, a principal mensagem que a autora tenta passar é de que devemos usar nossa voz para por fim nessas injustiças, afinal, se cada um fazer sua parte a soma de todos esses “uns” podem com certeza fazer a diferença na sociedade. 

    SE A RUA BEALE FALASSE - James Baldwin
    Se a Rua Beale Falasse é um livro extremamente intenso, duro e pesado, tanto que nem recomendo que seja lido de uma vez só, pois, a violência é bastante explícita. Nesse livro conhecemos a história de Fonny, um jovem que é abordado e hostilizado por um policial que termina por prendê-lo, acusando o injustamente de ser o autor de um estupro de uma jovem porto-riquenha. Apesar de sua publicação original ter sido na década de 70, a obra Se a Rua Beale Falasse, infelizmente, ainda soa verossímil, onde não raro vemos nos telejornais casos de racismo e acusações injustas. James Baldwin nos mostra como é ser negro em um país racista e por diversas vezes, senti uma revolta angustiante ao pensar em como alguém pode ser tão repugnante ao acabar com a vida de outro ser humano simplesmente pela cor de sua pele. E o pior de tudo é que ainda vivemos isso, e o livro me mostrou que pouca coisa mudou nesses 45 anos que o mesmo foi publicado, o assunto ainda é necessário e urgente.

    AOS DEZESSETE ANOS - Ava Dellaira
    Um pouco mais leve que os livros citados anteriormente, Aos Dezessete Anos conta a história de Angie, uma jovem filha de mãe branca e pai negro, mas, que nunca teve a chance de conhecer seu pai, porém, sabe que é muito parecida com ele: tem a pela negra, o cabelo cacheado e a mesma sede de conhecimento. Mesmo tendo uma mãe dedicada e amorosa, Angie sente falta do pai que nunca conheceu e de parentes que se pareçam com ela. Mas quando ela pergunta sobre esse lado da família, sua mãe logo cai no choro e foge de suas perguntas. O que terá acontecido com o pai de Angie? Essa é a grande questão do livro! Não vou entrar em detalhes aqui pois é um grande spoiler, mas, já adianto que é algo bem revoltante.

    LONDRES É NOSSA! - Sarra Manning
    Londres é Nossa! é um livro mais descontraído, voltado para o entretenimento e, sem dúvida, é o livro mais leve que citei, porém,  resolvi acrescentá-lo nessa lista porque existe uma única cena, bem rápida aliás, mas, que lembro que me causou um desconforto enquanto estava lendo, onde o ex namorado da protagonista Sunny revela para a sua atual namorada branca que "sempre preferiu baunilha á chocolate", se referindo a cor da pele de ambas as garotas. Obviamente Sunny sente o peso dessas palavras e é impossível o leitor não sentir aquele sentimento de revolta que qualquer situação discriminatória produz.

    Enfim, espero que vocês deem uma chance para algum desses livros, pois, são leituras fundamentais e que exprimem muito o que marcou os telejornais nesses últimos dias. Apesar de serem histórias fictícias, esses personagens poderiam ser reais e poderiam estar nas manchetes dos jornais! Esses livros, principalmente os primeiros da lista, tem muito o que ensinar, o que denunciar e expõe de forma clara todas as mazelas que muitas vezes passam despercebidas ou ficam escondidas sem que receba sua devida atenção... Justiça e respeito é o que precisamos!

    Beijos e até o próximo post!



    17 comentários :

    1. Não li os outros, mas toda este situação me fez lembrar muito o primeiro! Igual, infelizmente :(.
      Beijinhos
      Blog: Life of Cherry

      ResponderExcluir
    2. Olá, Diane!
      O ódio que semeias, já foi publicado cá em Portugal e tenho muito interesse em ler!
      Os restantes não conheço!
      Beijinhos



      http://tudosoblinhas.blogspot.com

      ResponderExcluir
    3. Preciso tanto ler O Ódio Que Você Semeia. O filme é tão dolorido, mas necessário.
      Estamos vivendo dias sombrios. Como se já não bastasse a epidemia, vem toda essa loucura do racismo, não somente do racismo, mas do tirar vidas, como se isso fosse irrelevante.
      Somos iguais!E dói que ainda hoje, precisamos ver o racismo tão presente em nosso meio.
      Mas oh, fiquei feliz de certo modo ontem, com o protesto que tantas pessoas fizeram em prol das vidas!Toda vida tem seu valor!!!!
      Beijo

      Angela Cunha Gabriel/Rubro Rosa/O Vazio na Flor

      ResponderExcluir
    4. Oi, Diane tudo bem? Eu não li nenhum dos livros citados, preciso ler algum de esses livros que você indicou pois são necessários para alertar as pessoas quanto ao assunto. É triste ver que o racismo ainda é praticado por energúmenos em todo o planeta, infelizmente. Adorei as indicações. Abraço!


      https://lucianootacianopensamentosolto.blogspot.com/

      ResponderExcluir
    5. Oi, Diane!
      Acho um absurdo que ainda hoje, as pessoas são julgadas e hostilizadas pela cor da pele. O que fizeram com George Floyd foi de uma violência terrível, e só prova o quanto a humanidade tem de evoluir :(
      Tenho vontade de ler O Ódio que Você Semeia. Não conhecia as outras indicações, mas vou salvá-las :) são leituras extremamente necessárias.

      Estante Bibliográfica

      ResponderExcluir
    6. Oi Diane, tudo bem? Adorei seu post! Ainda não li nenhum desses livros, mas um que eu recomendo também é Eu sei por que o pássaro canta na gaiola! Eu quero muito ler O Odio que você semeia, só ouço elogios!
      www.osdeliriosliterariosdelex.com.br

      ResponderExcluir
    7. Olá!
      tenho vontade de ler o ódio que você semeia, ainda não tive a oportunidade de ler o livro mas, acho que pelas resenhas e muitas opiniões positivas irei gostar. É o único do post que eu conhecia pela capa, já os outros conheci aqui, parecem bons livros vou salvar aqui seu post e depois ver os que vou incluir na lista de leituras.
      Beijocas.


      https://www.parafraseandocomvanessa.com.br/

      ResponderExcluir
    8. Dos indicados, já li O Ódio que Você Semeia e Se a Rua Belle Falasse e adorei os dois! Beijos
      Balaio de Babados

      ResponderExcluir
    9. Este comentário foi removido pelo autor.

      ResponderExcluir
    10. Se a Rua Beale Falasse está na minha wishlist. E um livro que li e também fala sobre o racismo é O Sol É Para Todos, sempre indico essa leitura.
      Realmente, parece que nada mudou desde muito tempo, infelizmente ainda vemos injustiça. E eu percebo e defendo a igualdade desde criança, pois eu sou branca por que tenho pai branco, mas a minha mãe é negra e eu já a vi passar por inúmeros momentos de racismo velado.
      Blog Apenas Leite e Pimenta ♥

      ResponderExcluir
    11. Olá, Diane.
      É triste de ver que ainda acontece esse tipo de coisa. Dos livros citados ainda não li nenhum mas li um da Angie Tomas que segue essa linha e gostei muito.

      Prefácio

      ResponderExcluir
    12. Olá Diane,

      É muito triste ver que o mundo ainda não evoluiu nessa questão e é revoltante, desses livro citados eu não li nenhum e estão na minha lista de desejados.

      Bjs.

      https://devoradordeletras.blogspot.com/

      ResponderExcluir
    13. Olá,
      Por enquanto, desses só li o do James e foi uma das leituras mais intensas que fiz

      até mais,
      Canto Cultzíneo

      ResponderExcluir
    14. Oi Diane! Excelente tema! Eu adorei O ódio que você semeia e recomendo Na hora da virada da mesma autora! E quero ler Londres é nossa!

      Bjs, Mi

      O que tem na nossa estante

      ResponderExcluir
    15. Oi Diane,
      Ainda não li nenhum livro citado, mas estou louca para ler O ódio que você semeia. Acho importante no tempo que vivemos dar mais espaço a histórias como essas, para que as pessoas vejam que o racismo infelizmente ainda existe.
      Bjsss

      Helo
      http://pensamentossoavento.blogspot.com/

      ResponderExcluir
    16. ola
      é horrivel como alguns seres humanos se acham que é superior aos outros por causa da cor da pele ,onde está escrito isso ?vemos tantas situaçoes estupidas de racismo ,isso tem que acabar
      as opcoes de leitura que voce colocou são necessarias
      dica anotadissima

      ResponderExcluir