• Home
  • |
  • Sobre Mim
  • |
  • Resenhas
  • |
  • Promoções
  • |
  • Parceiros
  • |
  • Contato
  • Resenha # 169 : Pequenas Grandes Mentiras


    Título: "Pequenas Grandes Mentiras"
    Autor: Liane Moriarty
    Páginas: 400
    Editora: Intrínseca
    Ano: 2015
    Adicione no Skoob


       Existem livros que de tão perfeitos que são simplesmente te tiram todas as palavras. É difícil falar sobre eles, parece que as palavras fogem e nunca são suficientes para expor tudo aquilo que obras assim são capazes de proporcionar, e foi o que aconteceu comigo com Pequenas Grandes Mentiras, da autora Liane Moriarty. Comecei essa leitura ciente de que seria intensa, mas nunca imaginei o quão ela iria me impactar, me chocar e me surpreender de diversas formas! Esse foi meu primeiro contato com a escrita da autora e já posso dizer que virei fã e agora quero ler tudo que ela escrever!
       O livro se inicia com o encontro de pais dos alunos da Escola Pirriwee, regado a muita bebida e pouca comida, a festa tem tudo para dar errado. Fantasiados de Audrey Hepburn e Elvis Presley, os adultos começam a discutir já no portão de entrada, e, da varanda onde um pequeno grupo se juntou, alguém cai e morre. Quem morreu? Foi acidente? Se foi homicídio, quem matou?
       No meio de todos esses questionamentos conhecemos a história de três mulheres, cada uma delas diante de uma encruzilhada. Madeleine é forte e decidida. No segundo casamento, está muito chateada porque a filha do primeiro relacionamento quer morar com o pai e a jovem madrasta. Não bastasse isso, Skye, a filha do ex-marido com a nova mulher, está matriculada no mesmo jardim de infância da caçula de Madeline.
       Celeste, mãe dos gêmeos Max e Josh, é uma mulher invejável. É magra, rica e bonita, e seu casamento com Perry parece perfeito demais para ser verdade. Celeste e Madeline ficam amigas de Jane, a jovem mãe solteira que se mudou para a cidade com o filho, Ziggy, fruto de uma noite malsucedida.
       Quando Ziggy é acusado de bullying, as opiniões dos pais se dividem. As tensões nos pequenos grupos de mães vão aumentando até o fatídico dia em que alguém cai da varanda da escola e morre. Pais e professores tem impressões frequentemente contraditórias e a verdade fica difícil de ser alcançada.
        Pequenas Grandes Mentiras é narrado em terceira pessoa e diverge as perspectivas sob as três protagonistas: Madeline, Celeste e Jane, onde cada uma tem sua história particular contada em paralelo com o mistério principal que circula a obra. A história começa a ser contada na fatídica noite e depois fazemos uma volta no tempo, até o inicio da história, seis meses antes do “misterioso acidente”, o que possibilita o leitor a criar expectativas sobre o que esperar da narrativa e, é claro, conhecer e entender todos os motivos e picuinhas de cada um dos envolvidos. A escrita da Liane Moriarty é simplesmente fenomenal, repleta de cenas irônicas e com uma fluidez que há muito tempo não encontrava em livro nenhum! Ao colocar em cena ex-maridos e segundas esposas, mães e filhas, violência e escândalos familiares, Liane Moriarty escreveu um livro viciante, inteligente e bem humorado, com observações perspicazes sobre a natureza humana.
        Os personagens são muito bem construídos e se aproximam muito da realidade, todos eles são seres humanos comuns que possuem defeitos e qualidades, erram e acertam e tem suas fraquezas e seus próprios orgulhos. Madeline, Celeste e Jane, apesar de muito distintas entre si, se aproximam muito uma das outras, pois, ambas são muito destemidas e cada uma delas vive ou já viveu uma história de dor e mágoas, agora, unidas, elas logo percebem que tem muito mais em comum do que imaginavam. E o que mais fica claro é que apesar de todos desejarem viver num conto de fadas, nunca é possível.
        Pequenas Grandes Mentiras é um livro que aborda muitos assuntos importantes como bullying, violência doméstica, perigos da internet, violência sexual, falsas aparências, entre outros. Porém, o principal tema tratado nessa obra é relações familiares, durante o tempo todo a autora brinca com o estereótipo de “família tradicional” e como as aparências muitas vezes apontam para a perfeição, embora em seu íntimo todas as famílias carregam seus próprias problemas e suas confusões. E em meio a todas essas aparências que os personagens forjam entendemos o título do livro, onde a autora nos mostra as pequenas e grandes mentiras que contamos quando estamos diante de uma situação ruim ou difícil por simplesmente não saber como agir ou resolver.
        Enfim, Pequenas Grandes Mentiras foi uma leitura agradabilíssima que me surpreendeu de diversas formas, me fez dar boas risadas e ainda me trouxe grandes reflexões sobre aparências, famílias e o papel que a mulher ocupa na sociedade. Sem dúvida foi uma das minhas melhores leituras do ano e, é claro, super indico pra vocês!!!



    16 comentários :

    1. Oi, Diane como vai? Esse livro é maravilhoso, uma dentre tantas outras é sem dúvida um livro peculiar e bastante agradável de ser lido. Sua resenha ficou perfeita. Abraco!


      https://lucianootacianopensamentosolto.blogspot.com/

      ResponderExcluir
    2. Oi Diane,

      Que bom que gostou tanto desse livro, já ouvi falar bem dele mesmo.
      Confesso que no momento eu não leria, pois estou em outra "vibe" mas a dica fica anotada!

      Bjs
      http://diarioelivros.blogspot.com

      ResponderExcluir
    3. Amei sua resenha, Diane. Esse tipo de leitura é muito importante, nunca li algo do tipo, mas fiquei curiosa para conhecer esse livro! ❤

      https://www.kailagarcia.com

      ResponderExcluir
    4. Olá,
      Eu amei fazer a leitura desse livro. Bem difícil encontrar uma história que vários elementos que curto, começando o mistério. Me diverti bastante também.
      A série, só curti mesmo a primeira temporada, ficou uma adaptação bem legal.

      até mais,
      Canto Cultzíneo

      ResponderExcluir
    5. Oi Diane! A adaptação não me agradou, mas o livro é um dos meus favoritos. É uma história surpreendente, assim como outras da autora. Bjos!! Cida
      Moonlight Books

      ResponderExcluir
    6. Oi
      eu tenho curiosidade e receio de ler esse livro ao mesmo tempo, parece ser uma leitura bem intensa mesmo e cheia de conflitos, a escrita da autora parece ser muito boa também, que bom que gostou da leitura.

      http://momentocrivelli.blogspot.com/

      ResponderExcluir
    7. Julgo muito pela capa, infelizmente. Mas caramba... essa obra parece fantástica, e amo esses livros que tratam de relações familiares. Sua resenha então? Acredito que soube expressar muito bem as mensagens que o livro traz.
      Beijos ^-^
      Jardim de Palavras

      ResponderExcluir
    8. Já vi tantas indicações ótimas desse livro, mas nunca li, espero ler logo!

      Beijos

      Imersão Literária

      ResponderExcluir
    9. Olá, Diane.
      Eu só li um livro da autora até agora, que gostei bastante. Mas pretendo ler outros dela. Esse eu assisti a adaptação, mas como sempre o livro é melhor vou querer conferir ele também.

      Prefácio

      ResponderExcluir
    10. Olá, tudo bem? Ainda não tive a oportunidade de ler a obra, mas eu amo a série da HBO baseada nesta história! Sua resenha me deixou com muita vontade de fazer essa leitura.
      Um beijo.

      ResponderExcluir
    11. Não conhecia a obra e nem a autora, mas já fiquei curiosa. Fiquei com vontade de ler o livro e saber o que de fato aconteceu e o que motivou o ocorrido, seja homicídio ou suicídio. E com certeza uma leitura que futuramente farei!

      ResponderExcluir
    12. Não li o livro, mas vi a adaptação e amei a primeira temporada. Já a segunda, eu prefiro esquecer
      Beijos
      Balaio de Babados

      ResponderExcluir
    13. Oi, Diane
      Já tive muita curiosidade a respeito desse livro, mas não é o tipo de livro que eu consigo ler. A leitura geralmente não flui, infelizmente, mas sempre anoto a dica!
      Beijo
      http://www.capitulotreze.com.br/

      ResponderExcluir
    14. Amei a resenha. Tentei assistir a série e não consegui me apegar, só que lendo a resenha parece tão bom que vou ler ele.
      Beijos
      www.dearlytay.com.br

      ResponderExcluir
    15. Amei sua resenha.
      com certeza irei adquirir esse livro.
      bjss
      http://www.andressamonteiro.com/

      ResponderExcluir
    16. Oi, Diane.
      Eu morro de vontade de ler esse livro.
      Sempre leio ótimas críticas e depois de ler a sua resenha, acho que tenho que parar de enrolar e ler logo! Tenho vontade de ver a série de tv, mas antes vou ler o livro!
      Beijos
      Camis - blog Leitora Compulsiva

      ResponderExcluir