• Home
  • |
  • Sobre Mim
  • |
  • Resenhas
  • |
  • Promoções
  • |
  • Parceiros
  • |
  • Contato
  • Resenha # 71 : Garota, Interrompida



    Título: "Garota, Interrompida"
    Autor: Susanna Kaysen
    Páginas: 189
    Editora: Única
    Ano: 2013
    Adicione no Skoob

       Quem me acompanha por aqui já deve saber que quase nunca leio biografias, porém, quando a editora Única disponibilizou Garota, Interrompida para solicitação resolvi abrir uma exceção, pois, já tinha lido ótimos comentários sobre a obra, logo, seria uma bela oportunidade de sair da minha zona literária de conforto e experimentar leituras diferentes. E para quem não sabe, o livro deu origem ao filme estrelado por Winona Ryder, Angelina Jolie, Brittany Murphy, Whoopi Godlberg, entre outros. Ou seja, só nomes de peso, e inclusive, Angelina garantiu um Oscar de Melhor Atriz Coadjuvante por interpretar Lisa, uma das meninas que faziam parte do grupo de Susanna, a mais afetada entre elas.
       O livro traz a história real de Susanna Kaysen, uma garota de 18 anos que enfrenta os comuns dilemas da passagem da adolescência para o mundo adulto. Quando ela termina o ensino médio se sente perdida e indecisa sobre o que fazer, ainda mais, quando se envolve com um professor e tenta se matar ingerindo 50 aspirinas. Para seus pais a garota não passa de uma problemática, sendo assim, após uma sessão nada comum de terapia pós-trauma, ela foi internada voluntariamente, apesar de aceitar isso mais por medo do que vontade. Lá, conhece Polly, Georgina, Daisy e Lisa, outras garotas que também tinham uma série de problemas a enfrentar.
       No Hospital Psiquiátrico McLean, Susanna, por dois anos, precisa encontrar um novo foco, uma nova interpretação do mundo, um contato com ela mesma. Corpo e mente, em processo de busca, trancada com outras garotas de sua idade. Garotas marcadas pela sociedade, excluídas, consideradas insanas, doentes e descartadas logo no início da vida adulta. Susanna, Polly, Georgina, Daisy e Lisa estão todas ali, solitárias, sem ser entendidas, e, afinal, o que é sanidade?
       Garota, Interrompida é narrado pela própria Susanna, relembrando os 2 anos "interrompidos" de sua vida, onde ficou internada no Hospital Psiquiátrico McLean, diagnosticada com transtorno de personalidade limítrofe. Ela se recorda dos fatos e narra de forma crua, no sentido de ir direto ao ponto e sem muita enrolação, o que viveu e o relacionamento que tinha com as outras garotas, com problemas até mais graves do que ela. Susanna parece ser a mais sã entre todas, apesar de ter várias crises sérias de identidade, com dificuldades de compreensão da sua autoimagem.
       O ponto alto do livro é a explicação de Suzanna sobre sua loucura e, surpreendentemente, quase nos convence de que, provavelmente, todos nós somos tão loucos quanto ela, ainda mais quando jovens. De uma forma inacreditável, ela relata suas dificuldades emocionais, suas experiências de vida, seus erros e falhas, e em como isso a levou aos dias atuais, a uma mulher que ainda se questiona, diariamente, se realmente está curada de sua loucura. Fora que é admirável a maneira com que a autora une os pontos soltos em sua história, objetivando dar ênfase às falhas de seu diagnóstico médico, aproveitando para fazer uma crítica à sociedade dos anos sessenta, quando era comum se internar pacientes com o mesmo “grau de loucura” de Susanna. Outro ponto forte e super bacana é que em muitos pontos do livro você pode encontrar as fichas de acompanhamento da paciente, que aparecem como ilustrações, comprovando assim, a veracidade da história contada.
       Enfim, Garota, Interrompida é um relato pessoal, intenso, brutal que nos refletir sobre nosso papel na sociedade. Se você está em busca de uma leitura complexa, densa, capaz de lhe tirar o chão, com certeza, Garota, Interrompida é uma ótima opção. Leitura super recomendada!


    29 comentários :

    1. Olá
      Adorei poder conferir suas impressões a respeito desse livro. Eu também já fiz essa leitura e particularmente adorei a narrativa e os elementos inseridos diante das explicações, especialmente pelo relato ser tão marcante e profundo. Foi uma boa leitura e recomendo bastante. Suas impressões refletem bem as minhas próprias e é mesmo bem complexa!
      Beijos, Fer
      www.segredosemlivros.com

      ResponderExcluir
    2. Oi, tudo bem?
      Então, eu já li várias resenhas sobre a obra e isso me deixou bastante curiosa quanto o livro, assim como você não é um gênero que eu costumo lê, na verdade biografias não são, de modo geral, livros que me atraem, e esse é uma exceção, pois estou com ele anotado na minha lista de futuras compras a algum tempo haha. A sua resenha ficou ótima e me deixou ainda mais curiosa com a obra.

      ResponderExcluir
    3. Assisti ao filme com o mesmo nome, mas ainda não li o livro. Fiquei bem interessada no livro depois de ler sua resenha.

      Um abraço!
      http://meuslivrosesonhos.blogspot.com.br/2017/01/spotlight-segredos-revelados.html

      ResponderExcluir
    4. Olá!! :)

      Eu não conhecia este livro mas gsotei de ler a resenha!! mesmo que não faça o meu género de leitura habitual... ahah

      QUe bom que gostaste e nos faz refletir também! adorei isso do sentirmo-nos tao loucos como ela!! adoro essa "confusão" :)

      Boas leituras!! ;)
      no-conforto-dos-livros.webnode.com

      ResponderExcluir
    5. Este comentário foi removido pelo autor.

      ResponderExcluir
    6. Oi, Diane!
      Já tinha visto esse livro e ouvido falar por cima do filme.
      Parece ser uma leitura interessante, mas não sei se seria o meu estilo.
      Mas obrigada pela indicação.
      Beijão!
      http://www.lagarota.com.br/
      http://www.asmeninasqueleemlivros.com/

      ResponderExcluir
    7. Oie! Tudo bem? Esse foi um dos primeiros lançamentos da Editora única, e tem uma história muito boa, mas não teria coragem de ler ele, sou do tipo que fujo de tudo que é baseado em fatos reais, simplesmente não consigo ler, mas com certeza para quem gosta do gênero será uma leitura muito boa, pois fez bastante sucesso na época do lançamento!
      Bjss

      ResponderExcluir
    8. Oláa!!
      Sempre ameeei esse filme, e assim que tive a oportunidade comprei e li o livro também!!
      Acho sensacional a forma como a autora trata da "loucura" das mulheres, dos seus sentimentos e angústias. Para quem gosta dos mistérios da mente, é imperdível!
      Adorei a resenha!
      Um beijo!

      www.asmeninasqueleemlivros.com

      ResponderExcluir
    9. Olá, tudo bom?
      Vi várias vezes essa capa por aí mas nunca sequer imaginei do que se tratava o livro. Fiquei bem curiosa para realizar a leitura, ainda mais depois que você disse que a autora é direta, contando tudo o que passou junto com suas companheiras nessa casa de sanidade mental, sem firulas e enrolação. Quero muito conhecer essa leitura densa e totalmente fora da minha zona de conforto. Ótima resenha!

      Beijos!
      @PollyanaCampos
      Entre Livros e Personagens

      ResponderExcluir
    10. Ka vi diversas vezes este livro e sabia que ele tinha sido baseado em uma historia real!ainda não tive oportunidade de ler o livro mas rua resenha me deu um megs incentivo em conhecer mais a obra e saber mais a respeito do transtorno

      ResponderExcluir
    11. Eu também não gosto de biografias, mas essa eu acabei lendo e gostei muito do que foi tratado. É realmente um relato brutal, e senti muita penada autora, ela passou por muita coisa, a achei muito corajosa por expor tudo isso.
      beijos
      www.apenasumvicio.com

      ResponderExcluir
    12. Por várias vezes eu já quis ler o livro ou assistir ao filme, mas ainda não tive a oportunidade. Não sabia que era uma biografia e os assuntos abordados parecem bem profundos. Já fiquei curioso pela explicação sobre a própria loucura, mas, de certa forma, tb acredito que todos nós temos nossos momentos de falta de lucidez.

      *☆* Atraentemente *☆*

      ResponderExcluir
    13. Oi, tudo bem?
      Eu já vi esse livro por ai, mas nunca parei para saber mais sobre, porque confesso que nunca fiquei muito animada, sabe? E por isso eu não sabia que se tratava de uma história real, acredita? E agora lendo sua resenha fiquei realmente bem curiosa com o livro, porque a história é bem interessante e deve fazer o leitor refletir muito mesmo.

      Beijos :*

      ResponderExcluir
    14. Oi!
      Já ouvi falar desse livro, mas não fazia a mínima ideia de que era um livro assim, tão sério, surpreendente e reflexivo. Se soubesse, já teria começado a leitura!
      Gosto de livros complexos e fluidos, além de uma descrição crua e direta! Melhor ainda é quando terminamos o livro e continuamos com aquela sensação de que a história ainda passa-se na sua cabeça e quando começamos a refletir e enxergar coisas que não percebíamos enquanto líamos.
      Beijos :*

      ResponderExcluir
    15. Oi, Diane, tudo bem?

      Já tinha assistido a adaptação, mas não sabia que era a adaptação de uma biografia! Ia morrer sem saber.
      É um livro bem curtinho, e fiquei interessada nele, ainda mais por ir tão diretamente ao ponto.

      Beijo
      - Tami
      http://www.meuepilogo.com

      ResponderExcluir
    16. Oi, assim como você eu não sou de ler livros que se tratam de biografias, mas esse tema faz com que eu me interesse em ler e saber mais e entender o porque dela dizer que todos nós podemos ser tão loucos quanto ela. O que eu acredito que seja verdade porque ninguém é totalmente normal. É uma obra totalmente fora da minha zona de conforto, mas que me interessou muito para que eu lesse!
      Um beijo
      www.brookebells.com

      ResponderExcluir
    17. Sempre vi esse livro nas revistas da avon, mas nunca me senti interessada pela história e mesmo com sua resenha muito positiva, permaneço com a minha visão de não querer ler o livro. Apesar de ter ligação com problemas psicológicos e tal não chama minha atenção.
      www.belapsicose.com

      ResponderExcluir
    18. A forma como autora trata os delirios vividos neste enredo, é algo de chamar a atenção do leitor, nos deixando ainda mais atiçados pela leitura. Não sabia que este livro tinha esses temas, e que ela conseguia levar o leitor de uma forma tão cativante durante a leitura. Espero poder ler em breve.

      ResponderExcluir
    19. Oi, Diana!
      Garota Interrompida é uma leitura que tenho vontade de fazer, só não sei se o tema me agradará, acho um pouco pesado. Espero gostar da leitura e da escrita da autora.

      Beijos,

      Rafa [ blog - Fascinada por Histórias]

      ResponderExcluir
    20. oooi, como vai?
      Nunca assisti Garota Interrompida, sempre tive vonatde por conta desse elenco de peso que tem. Eu não sabia que o filme era adaptado de um livro!
      Voce resenhou muito bem, antes de assistir lerei o livro
      Beijos

      ResponderExcluir
    21. Olá
      muito legal sua resenha, eu ja vi o filme e adoro, acho um filme tocante e sensível que mexeu comigo, pretendo ler em breve, muito boa dica

      beijos
      http://realityofbooks.blogspot.com.br/

      ResponderExcluir
    22. Olá, tudo bem?

      Eu me lembro do boom que este livro teve em seu lançamento, mas a temática não me atrai, ainda mais sendo meio que uma biografia. Provavelmente será um livro a ser lido numa fase mais madura (não cheguei nela ainda não, mesmo com 25 nas costas dhuhuhdd).

      Beijos

      ResponderExcluir
    23. Olá!
      Eu já vi o filme algumas vezes e não sabia que era inspirado em uma biografia, não gosto muito do gênero, mas com esse livro acho que daria uma chance, pois adoro muito a história do filme; é uma carga emocional muito grande que essa história traze isso é o que mais me atrai nisso tudo, quero muito saber a perspectiva literária dessa obra, dica anotada.
      Beijos,Lari.
      Segredosdeumacerejeira.blogspot.com

      ResponderExcluir
    24. Desde que soube que o filme tem livro, eu quis ler esse livro... Mas sempre acabo colocando outros na frente!

      Gosto muito de livros cujos personagens possuem algum transtorno mental (psicologa presente!). Nesse livro vemos a realidade de muitas clinicas psiquiatricas e o quao prejudiciais podem ser para as mais, muito mais do que de ajudar.

      Ótima resenha!

      Abraços!
      www.asmeninasqueleemlivros.com

      ResponderExcluir
    25. Oie!
      Eu conhecia esse livro, mas não tinha ideia sobre o que ele se tratava. Adorei a sua resenha e eu acompanhei de perto problemas de pessoas que se internam nesse tipo de clinica e sei que não é nada fácil. Por ter vivenciado isso com uma pessoa muito querida minha, acho que eu não teria coragem para ler esse livro. Mesmo não tendo muito a ver com a relação, mas esse tema mesmo é complicado pra mim.

      beijos
      Livros & Tal

      ResponderExcluir
    26. Olá,
      Assim como você já vi vários comentários positivos sobre a obra, porém ainda não tive a mesma iniciativa de sair da minha zona de conforto literária e embarcar nessa leitura mesmo a premissa me chamando bastante a atenção.
      Pretendo sim no futuro fazer a leitura e também assistir à adaptação.
      Adorei saber suas impressões!

      Leitura Descontrolada

      ResponderExcluir
    27. Oi, tudo bem?
      Eu sou louca para ler esse livro qjee parece um enredo bem forte e com toda certeza nos faz refletir sobre a sociedade e aquilo que nós padronizamos como normal e loucura. Acho que ser diferente dos padrões estabelecidos pela sociedade ainda mais nawieoa época já era visto como insanidade. Mas quem pode determinar com clareza a loucura dá razão? O certo do errado?
      Uma vez que somos nós humanos que na nossa arrogância pré estabelecemos tudo.
      Quero ler esse livro o quanto antes. Sua resenha ficou perfeita.
      Bjs

      ResponderExcluir
    28. EU NÃO SABIA QUE ESSE LIVRO ERA TÃO BACANA ASSIM!!!!! Eu vi muitos comentários sobre ele, porém eu pensei que fosse um livro bem mais melancólico e tal, por isso sempre acabava passando a dica e depois dessa sua resenha eu fiquei bastante curioso para conhecer mais um pouco sobre ele!

      Beijos,
      Lu - @justificou

      ResponderExcluir
    29. Tem resenha desse livro no blog. E, sim tem um enredo psicológico bem forte. Uma critica social a mulher da época e sua forma de agir. Acredito que a leitura é instigante, principalmente quando conhecemos a realidade daquele hospício. Eu até hoje fico sem saber se ela era louca ou a sociedade e os seus pais que a julgou assim.

      ResponderExcluir